24 de outubro de 2013

O Culpado - Lisa Ballantyne

Lido em: Outubro de 2013
Título: O Culpado
Autora: Lisa Ballantyne
Editora: Record
Gênero: Romance/Suspense
Ano: 2013
Páginas: 345
Nota:  
Um crime brutal abala a pacata Islington, em Londres. Um menino de 8 anos é encontrado morto em um parquinho numa tarde de domingo. O principal suspeito é seu amigo, Sebastian Croll, de apenas 11 anos, com quem ele brincava minutos antes do assassinato. À frente do caso está Daniel Hunter, um experiente advogado que, apesar de ter dedicado anos de sua vida defendendo jovens delinquentes, desenvolve uma estranha relação com o acusado, um garoto educado e inteligente, mas é um tanto agressivo, que faz Daniel relembrar sua infância difícil e o obriga a confrontar dramas que ele pensava terem ficado enterrados do passado. 
A morte de Ben Stroke abala a cidade de Isligton. O suspeito? Seu amigo, Sebastian Croll, de apenas 11 anos. O caso cai nas mãos de Daniel Hunter, um conceituado advogado de Londres. O caso tem uma grande repercussão e Sebastian se vê muito pressionado, mas nega que foi responsável pelo assassinato. Com uma narrativa bem desenvolvida, Lisa criou uma trama que instiga o leitor a ir até o final, sedento, para saber quem é o verdadeiro culpado.

Vira e mexe somos surpreendidos por casos que deixam a população estarrecida com a crueldade que uma pessoa pode ter com outra. Por exemplo, o caso de dois meninos de aproximadamente dez anos que mataram uma criancinha nos Estados Unidos, dentro de um shopping e as câmeras registram cenas que incriminaram os suspeitos*. Ou uma garota que matou outra, também nos Estados Unidos, e disse que fez isso por mera curiosidade. São casos como esse que vão vindo a mente ao decorrer das páginas de O Culpado. A autora soube conduzir tudo de uma maneira que mexeu com meu psicológico e me fez questionar o quão perversa pode ser a mente humana. O pequeno Ben foi morto com tijoladas, deixando-o totalmente desfigurado, e imaginar isso me deu uma aflição terrível. 

Um outro ponto explorado por Ballantyne é como a mídia cai em cima de casos de assassinato e tentam transformar isso numa forma de gerar capital para si mesmos. Fica evidente uma crítica a essa forma de espalhar notícias para sensibilizar a população com algumas falas de Daniel Hunter. E, infelizmente, uma criança de 11 anos não é nem um pouco poupada disso, tendo sua vida e sua identidade mostradas sem piedade por jornais televisivos.  

A intercalação entre o passado de Daniel e o presente de Sebastian se entrelaçam muito bem. O advogado, quando criança, teve uma infância difícil com a presença da mãe drogada e de seus namorados enquanto o pequeno Seb tem um pai ausente, uma mãe que se dopa com remédios e apanha do marido. Apesar de tais explicações serem necessárias para o bom entendimento da mente de uma criança e o que ela é capaz de fazer após sofrer grandes traumas, não consegui me ligar aos dois lados da história do mesmo jeito. O julgamento e o mistério que estava em volta de Sebastian eram muito mais interessantes do que a pacata vida de Daniel na infância, com sua mãe adotiva e um monte de galinhas. Creio que é por esse motivo que narrativas alternadas me deixam receoso, porque a tendência é sempre gostar mais de uma e não ver a hora da outra acabar. 

O final do livro é surpreendente e tem uma reviravolta muito interessante. Ficou claro para mim que, além de todo o mistério da história, Lisa quis passar uma mensagem muito maior que o mero entretenimento. Há uma grande exploração da mente humana e seu poder de persuasão, desde os advogados que necessitam usar todas as armas possíveis para provar ao júri ou juiz que seus clientes até o acusado, que precisa se manter firme perante à corte e toda a população que quer ver sua condenação. Leiam, pois O Culpado é garantia de uma trama capaz de mexer com o psicológico do leitor.

*Esse caso ficou muito conhecido, mas não consegui achar ao certo alguma notícia sobre ele. A única coisa que lembro é que os dois meninos atraíram o menor dentro de um shopping para longe da mãe dele e o mataram. Se lembrarem e tiverem um link, postem nos comentários ;) 

16 comentários

  1. Caramba Lucas, me surpreendi com a sinopse desse livro. Que história instigante e angustiante. Fiquei bem curiosa para saber o que acontece e como a narrativa se desenvolve.
    Acredito que o ser humano tenha um certo fascínio com a morte. O que mais explica as pessoas rodeando uma pessoa ela é assassinada?
    Vou colocar esse livro na minha lista de Vou Ler.

    Beijos
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ual esse livro parece ser muito forte. Não sei se teria coragem de ler ele.

    http://infinitoparticulardoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro. Achei legal a sinopse desse livro, acho que lerei

    ResponderExcluir
  4. Nossa Lucas, você me deixou curiosa com a estória. Nunca tinha ouvido falar desse livro e achei bem interessante, quer dizer, não a estória e sim o que ela passa. Beijos,

    http://umaprimavera.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Lucas! Parabéns pela resenha. Fiquei um tanto receosa com a sinopse por se tratar de um tema um tanto "reflexivo/forte" e não curto muito livros assim. Por ser assim, acho que pararia de ler nos primeiros capítulos e nunca mais o pegaria na estante.
    Adorei a resenha, despertou a curiosidade, mas, como disse antes, não sei se teria coragem de ler algo assim.
    Beijo
    http://thais-monte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Uma história surpreendente, onde um menino é culpado pela morte de outro. Como isso vai terminar? será que o garoto é realmente o culpado? Você me deixou curiosa com essa história toda. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Lucas,
    Parabéns pela resenha! Esse livro parece ser bem interessante, foi baseado em uma história real? No finalzinho da resenha subentende-se que sim! Tô chocada! Absurdo saber que esse tipo de coisa acontece com certa frequência nos dias de hoje.
    Mesmo assim, apesar de pesada essa história merece ser lida.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi, rs
      mas botei o caso para exemplificar!
      Beijos

      Excluir
  8. livro e de emocionar um em
    beijo
    @livroazuis
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia.
    Realmente a mídia cai matando em casos assim...

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia, mas parece ótimo!

    Adorei o blog, e estou seguindo.
    Beijão! (♥)
    www.enfimepilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa o livro deve ser demais. Fiquei intrigada com a história. Vou por na minha lista.
    Amei o blog parabéns!
    www.sagadebeleza.com.br

    ResponderExcluir
  12. Nossa Flá!
    Essa história mexeu comigo, quando envolve criança fico para morrer!
    Vou procurar por esse livro!

    Beijinhos
    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  13. Já tinha ouvido falar desse livro e adorei o suspense dele, fora que os personagens dessa trama são tão novos!
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  14. foi na Inglaterra que os garotos mataram o menininho, sendo, antes, captados pelas câmeras do shopping:)

    ResponderExcluir