3 de janeiro de 2013

Algemas de Seda - Frank Baldwin

Lido em: Dezembro de 2012
Título: Algemas de Seda - A História de Jake e Mimi
Autor: Frank Baldwin
Editora: Geração Editorial
Gênero: Romance/Thriller/Suspense/Conteúdo Adulto
Ano: 2012
Páginas: 320
Nota
Sinopse: Mimi Lessing está noiva do homem que ama, quando seu colega de trabalho, o irresistível Jake Teller, desperta a sua curiosidade e interesse. Disposto a seduzi-la, Jake a convida a assistir, sem ser vista, aos jogos eróticos dele com suas parceiras, a quem leva ao êxtase sexual por meio da dor. Então, as mulheres com quem Jake dormiu começam a ser assassinadas, e a própria Mimi desaparece. Homens e mulheres não deixarão a leitura deste thriller erótico e absorvente até a última página, para a qual se caminha num clima de sensualidade e suspense eletrizantes.

Resenha: Mimi Lessing é uma boa moça de 25 anos, conservadora, dedicada ao trabalho e que está de casamento marcado com Mark, com quem tem um relacionamento há seis anos, que já vive uma rotina e nunca aceita nada de diferente ou novo. Jake Teller é o típico garanhão, conquistador que passa os dias planejando como irá levar a próxima mulher para cama e satisfazer seus desejos mais pervertidos.
Os dois não têm nada em comum, mas ao se verem trabalhando juntos, Mimi passa a conhecer Jake um pouco mais, e começa a avaliar a quantas anda seu relacionamento com o noivo. A ideia de experimentar novas sensações e sair da mesmice começa a atraí-la, o que antes parecia certo e seguro se tornou sem graça e cansativo, e Jake aproveita para convidá-la para assistir aos seus jogos eróticos e sadomasoquistas com suas parceiras. E diante disso Mimi, que até então não conhecia nada além do sexo tradicional, começa a deixar aflorar uma sensação desconhecida por ela...
Porém, as mulheres que foram parceiras de Jake e assistidas por Mimi começam a desaparecer misteriosamente, e até a própria Mimi desaparece... Acreditando que Mimi corre perigo, Jake resolve procurá-la o quanto antes.

O livro é contado pelo ponto de vista de três personagens: Mimi, que conta sobre seu relacionamento com Mark, seus anseios e preocupações com o casamento que se aproxima, sua dedicação ao trabalho e tudo o que sente ao descobrir o BDSM ao assistir Jake com sua nova parceira; Jake, que além de contar sobre diversas situações do passado, enquanto estava na faculdade, nos dá detalhes sobre cada passo do que é ser o dominador durante os seus jogos, em que ele amarra as mulheres com lenços de seda, as tortura mas ao mesmo tempo eleva o prazer que essa dor causa o máximo que pode...
E enquanto isso tudo acontece, ainda temos um personagem misterioso, um louco, que passa a vigiar e seguir Mimi de perto sem que ninguém saiba...

A narrativa é feita em primeira pessoa por cada um deles, e só sabemos quem é que está narrando depois de um tempo, quando o personagem é mencionado por alguém. De início é estranho, fiquei com a sensação de não saber quem era quem, mas depois me acostumei. Os elementos também foram muito bem dosados.

Algemas de Seda, sem dúvidas apresenta o BDSM, de um jeito convincente, e por mais escrachada e forte que seja a cena, é possível imaginar o que está acontecendo pelas entrelinhas, sem a necessidade de uma descrição nos mínimos detalhes. Tudo é narrado com muita sutileza e por esse motivo fiquei muito impressionada com o estilo da narrativa do autor. É leve e com um toque de sensualidade na medida certa, sem baixar o nível, sem palavrões. Em vez de nos depararmos com termos do tipo "e ele enfiou um cubo de gelo mulher adentro...", encontramos algo do tipo "a mão dele entrou pelo tecido triangular e ao sair o cubo não estava lá..." Lembrando que apesar de a tal cena existir na história, as frases que citei não são propriamente essas, só usei como exemplo pra que vocês possam entender a diferença da narrativa e descrição da cena. Perceberam como é muito mais sutil e envolvente, despertando a imaginação de quem está lendo?

Também gostei muito do autor ter descrito as cenas de Mimi com tanto cuidado. Nem sempre um homem tem muito tato para descrever (e saber) o que realmente se passa pela cabeça de uma mulher de forma verdadeira, e as narrativas de Mimi foram ótimas e nada forçadas.
A parte que envolve o mistério do sumiço das mulheres e de Mimi deixou um pouco a desejar, mas porque foi tudo muito rápido. O livro inteiro me envolvi com a história, com as descobertas de Mimi e a sensação de encontrar um tipo de "liberdade" em Jake, e apesar de já sabermos que algum maluco a vigia até colocando escutas em sua casa, só nas últimas páginas é que o suspense sobre esses desaparecimentos começa. Ok, talvez tenha sido rápido por ter sido lógico, mas acho que poderia se arrastar um pouco mais pra não dar a sensação de desvio de assunto e que faltou explicações e algo mais, principalmente sobre qual foi o destino dos dois. Acho que o autor teve a intenção de deixar que o leitor use a imaginação, outra vez, mas logo no final, não curti muito...

No geral, é um bom livro, com uma boa história que envolve sensações, obsessões e a curiosidade pelo desconhecido....

Uma última observação: Na capa do livro, há a seguinte frase: "Mais intenso que 50 tons de cinza". Pra ser sincera, apesar de ter concordado com a frase (no que diz respeito ao erotismo) depois de terminar a leitura, não curti muito ela estar ali. Dá a impressão que por Cinquenta Tons ser um sucesso de vendas, a frase vai acabar despertando interesse do leitor pelo livro por ela, e não pelo conteúdo propriamente dito. Não acho que isso seja relevante ou necessário para chamar a atenção, assim como existem outros livros por aí com a capa parecida e até o nome praticamente idêntico...

52 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Flavinha
    Essa será minha próxima leitura
    Essa mesma frase apareceu no livro Bem Profundo, mas tive a mesma sensação que você
    Adorei a resenha
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Pelo que vc descreveu o livro parece se assemelhar ao estilo que gosto. Amei sua resenha.

    clicandolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Flavia.
    Esse pode ser que eu me arrisque a ler. Depois de Cinquenta Tons, que ach, ei ruinzinho, quero experimentar ler outro livro erótico, mas que seja bem escrito.

    Beijos.
    http://navirj.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. pow acabei de ver que talvez eu nao goste desse livro '-'
    ok eu até gosto de um pouco de palavroes e coisas do tipo e outras vezes gosto de ler coisas mais sutis que deixem a gente pensar e tudo mais.
    porém sei lá, tem algo nele que me fez ficar pensando se realmente vale a pena ou nao ler.
    gente 50 tons de cinza ashusaahuhu vi ali que diz que é melhor...então quem sabe eu leia hsuaahuuhas to sofrendo pra terminar de ler.

    ResponderExcluir
  6. Ah, Fla, você pode ter até achado este romance erótico melhor que 50 Tons, mas nada no mundo vai me fazer desistir de adorar minha trilogia sensual favorita!! Hahaha
    E o plot não me agradou muito também não. Não curto livros com muitas perspectivas diferentes, e a sinopse... Ah! Rsrs... Meio bobinha. Não curti.
    Beijos,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  7. A frase na capa eu acho desnecessário, acho que eu livro não precisa desse tipo de marketing para atrair as pessoas. Mas gostei da narrativa partir de três personagens, gosto de ver a perspectiva da cada personagem e também lembrou muito o livro Ecos da Morte, que tem a narrativa da principal e de um personagem misterioso que rapta e mata suas vitimas, mas parece ser interessante pelo toque de sutileza.

    ResponderExcluir
  8. Essa pimentinha já me chamou bastante atenção ;)
    E apesar de eu nunca ter ouvido falar, parece ser um livro muito bom
    Estou seguindo

    Beijos
    @pocketlibro
    pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Vamos lá. Já no começo da resenha eu vi uma coisa que me despertou atenção: o foco muda. Da Mimi que está no "comando" da narrativa, mas ela some e vai pro carinha. Já imaginei isso lendo sua pequena sinopse. Não sou hipocrita e não vou pagar de santo rsrsrs eu leria sim o livro. Bom, gostei da resenha e li TODA, o que muitas não fazem rsrsrs Li naquela sensação de prever toda sua opinião já, de tanto que conversamos ! Beijokas Flavia.

    ResponderExcluir
  10. Flavinha!!! Também admirei a escrita não ser vulgar, acho que foi o que mais apreciei. Em relação ao mistério, ficou mesmo faltando algo, acho que o final foi corrido e não muito esclarecedor.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oh tentação.
    Será que lei esse livro?
    A história parecer ser bem no estilo de investigação q gosto, mas mesclar isso c/ erotismo? Será q é uma boa?
    Gostei de saber q há a perspectiva do assassino (creio eu) no livro pq possiblita odiá-lo mais *-*
    enfim. Gostei bastante da resenha e nunca tinha ouvido falar desse livro. Parece q os livros hot são a sensação do momento. Bjs

    http://perigrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. lindo tudo aki ! beijos me segui la..

    ResponderExcluir
  13. Juro para você que nunca li um livro hot, talvez b
    não esteja na min ha faixa etária. Ou por eu não ter dinheiro para comprar um. Mas enfim encontrei um que parece ser realmente bom! Haha, esse sim é um bom livro. Adoro assassinatos, adoro ainda mais investigações! Estou louco para ler esse livro já.

    Beijos&Beijoswww.7hings.com.br! Conto com você.. 

    ResponderExcluir
  14. Depois de Falsa Submissão, esse foi o romance erótico que mais me envolveu e me chamou atenção! Cinquenta Tons de Cinza e seus parentes não chegam nem aos pés, ao meu ver.
    Como estou na metade do livro, ainda não cheguei na parte dos sumiços mas, sempre que leio, me vejo envolvida que é como se eu estivesse vivenciando tudo.
    Até agora, eu desejo um Jake Teller pra mim!

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley

    ResponderExcluir
  15. hum... um leitura hot + suspense? o livro parece ser bem interessante!
    Muito bom saber que a linguagem é mais leve e que as cenas não são descritas com tantos detalhes...
    Vou colocar esse livro na minha wishlist!
    Gostei da resenha!

    Pamela Liu
    pammyliu@gmail.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Flavinha... tenho visto muito falar sobre esse livro
    e gostei de saber de fonte segura que a leitura é um tanto leve.
    rsrs Talvez eu até o leia.

    Sua resenha ficou ótima, como sempre.

    Beijokas

    Jaque
    Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
  17. Oie,
    sorry desculpe p sumiço aqui, mas estava viajando.
    Já vi várias resenhas desse livro, mas ele ainda não me convenceu, acho que é porque detestei o 50 tons rsrsrs
    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  18. Vim conhecer esse livro aqui no seu blog, a capa me chamou a atenção.
    Vou ser sincera não me ligo muito em livros eróticos, o único que li dessa onda atual foi "Um olhar de Amor". Gostei da sua resenha e esse acabou me chamando atenção pelo fato de ter suspense no meio.
    Quanto a sua observação no final da resenha, concordo plenamente.

    bjs

    ResponderExcluir
  19. Bela resenha, depois de ler, quero esse livro!
    O blog é muito lindo! Parabéns!
    Me inscrevi aqui, e convido você a dar uma passadinha no meu blog e canal no youtube, se gostar se inscreva também

    http://annagranado.blogspot.com.br
    http://www.youtube.com/user/annagranado

    ResponderExcluir
  20. O livro parece ser muito bom. Mais quente que 50 tons de cinza? Pra que isso na capa? Desnecessário. E eu estou terminando 50 tons de cinza já, e não gostei muito não, não gosto muito dessas coisas que envolvem pornografia, etc...

    ResponderExcluir
  21. Bem, gostei desse livro, de todo o suspense envolto na trama e achei bem interessante a forma de sua narrativa. Achei o livro bem envolvente e instigante. Não consegui parar de ler. Acho que você observou bem a forma como o autor narra Mimi e também concordo com você quanto à parte do sumiço das mulheres e quanto ao desfecho final dos personagens..... Isso me deixou meio frustrada. Quanto à sua última observação, acho que essas estratégias de marketing são deploráveis, pois, elas acabam influenciando o leitor. Não que isso tenha me influenciado, mas porque acho que aprendi a lição. Caí neste engodo em outro livro e como fiz muitas expectativas, me frustrei bastante. Ademais, tal frase pode gerar muito lucro ou não, afinal, muitas pessoas gostaram de 50 tons de cinza, mas muitas detestaram, e só com essa correlação, talvez nem deem chance ao livro.

    ResponderExcluir
  22. Meu Deus! Juro que eu vi "50 tons de cinza" só na sinopse! kkkkkkk

    Já tenho minha lista de suspeitos para o criminoso e o primeiro é Mark (acertei?).

    Gostaria de colocar este livro na minha lista, mas... sabe como é? filha mais nov, menor de idade, de pai coruja controlador e tradicionalista. kkkkkk Quando disse que queria ler 50 tons, quase voei pela janela...

    Fazer oq? Só depois dos 18 (¬¬... Deus, que pensamento do século passado)

    xerus, Gabi (http://abrindooslivros.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  23. Li esse livro também! Concordo muito contigo. Desnecessário o "mais intenso que 50 tons de cinza", né? Algumas vezes também não identificava logo de cara o narrador do capítulo, mas com o tempo fui pegando as características de cada um. Achei o final muito sem graça, esperava algo mais grandioso, sei lá =(
    Ótima resenha! =D
    http://resenhasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Flor, gostei bastante da resenha e achei a história do livro interessante. É realmente curioso o autor ter conseguido falar como uma personagem feminina de forma positiva, pois geralmente é bem difícil e os livros são narrados por homens, rs. Achei interessante também a forma de não escrachar mas ainda assim fazer o leitor "estar na cena", entendê-la e etc.
    Enfim, uma pena que tenha corrido rápido dms e não tenha ficado tão claro.
    Quanto ao q tem escrito na capa, não acho legal isso de jeito nenhum, pois não acho que um livro deve precisar de outro para fazer sucesso. Seja se equiparando ou dizendo que é melhor.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  25. Eu fiquei interessada por esse livro mas por ele ser hot, a capa ficou meio sem sal. Também concordo com você, acho que a frase relacionando ao livro de 50 tons ficou meio que para chamar atenção mesmo. Adorei o título brasileiro, o inglês é pessimo hahahah! Eu gostei bastante da resenha, fiquei com você de ler.
    beijos

    ResponderExcluir
  26. Olá, tem dois selinhos para você no meu blog
    link: http://frenesidaspalavras.blogspot.com.br/2013/01/selinho.html
    beijos.

    ResponderExcluir
  27. Dificilmente me interesso por livros que contenham muito erotismo, eu gosto mesmo é de ler romances, daqueles à moda antiga, hahaha! Livros de suspense também não são minha preferência, mas já me surpreendi com leituras que achei que não iria gostar e acabei adorando. Achei bem sem graça o autor colocar aquela frase na capa do livro, pareceu muito apelativo.

    Flavia, tem selinho pra ti no meu blog, ok? Um abraço!

    http://nandarilha.blogspot.com.br/2013/01/selo-2013-literario.html

    ResponderExcluir
  28. Ai ai, eu definitivamente ainda nao me decidi se gosto ou nao deste tema na literatura, acho que ate gosto mas numa intensidade mais sutil sabe, por isto que ainda não nem o 50 Tons. Tenho mesmo muita dúvida se eu leria ou nao...

    Beijokss

    Vanessa - Blog do Balaio

    ResponderExcluir
  29. Nossa adorei essa capa, é muito linda!
    E adorei sua resenha. Não leio muito livros eróticos, mais esse eu leria sem problemas nenhum.
    Beijos!
    http://souseuastral.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Ainda não li nenhum livro erótico, tô enrolando com Cinquenta Tons por ter outros livros mais interessantes na frente. Eu era daquela época de fanfics restritas e lia bastante, por isso acho que posso gostar muito dessa onda erótica que tá tão na moda.
    Algemas de Seda parece ser bem mais forte que Cinquenta Tons, e fiquei com muita vontade de ler. Também fico surpresa quando homens conseguem nos descrever tão bem hahahah
    Beijos, Carol - Le-Rêveur ♥

    ResponderExcluir
  31. Depois de cinquenta tons de cinza, veio um bombardeio de livros eróticos aqui no Brasil que me impressiona. Porque muitos deles não são nem tão bons, não tem uma história bem construída e parecem ter sido feitos apenas para vender, sem se preocupar com a escrita. Estou fugindo dos livros eróticos atuais hahaha É muito livro que não vale a pena. Parabéns pela resenha!
    Bjs
    MauMau - Sonhos e Resenhas

    ResponderExcluir
  32. Também não acho legal esse tipo de frase, é como se fosse uma disputa, sei lá! Eu acho que pra mim deu! 50 tons foi o suficiente para mim, não tenho tanto interesse mais por esse gênero de leitura como quando lançaram o primeiro volume da trilogia 50 tons. Parece que agora todo mundo resolveu escrever e publicar histórias eróticas. Então não sei se toparia ler este livro muito em breve, mas quem sabe um dia né?!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Hum... até que fiquei interessada nesse livro, pelo menos ele parece ser menos superficial que a maioria dos livros eróticos lançados após "50 tons de cinza" (esse, aliás, larguei após os primeiros capítulos, pois achei muito fraco, e ainda não tive vontade de continuar). Por causa desse final muito rápido como você comentou, não estou muito desesperada para "Algemas de Seda", mas se tiver a oportunidade não vou deixá-la passar.
    Adorei sua resenha!
    Beijos.
    ^^
    http://entrelivroserabiscos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. Pela resenha até que parece bom.. fico um pouco com o pé atras porque dos livros desse gênero a maioria dos que li não foi lá essas coisas.. da pra ler.. mas não me chama tanta atenção... talvez esse seja diferente.

    ResponderExcluir
  35. Um livro mais quente que 50 Tons de Cinza? Ainda não li, mas não consigo imaginar pelo que dizem.
    Eu não conhecia esse livro nem a editora, novidade pra mim.
    Rafa
    Blog Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Oi Flavia,
    Tenho curiosidade em ler este livro, porque temos o BDSM e pelo fato também de Mimi assistir Jake.
    Também achei um erótico difente do que temos encontrado por ai..
    Não sei se vai me agradar tanto, talvez só de 3 estrelas como vc e só leia pela curiosidade mesmo..
    Mais adorei ler sua resenha e ter ficado sabendo mais um pouco sobre essa história..

    beijos,
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei super curiosa pra ler! Já estou seguindo aqui ;)
    Estou começando um blog também, se quiser dar uma forcinha e seguir o blog eu agradeço *-*
    Passa lá http://coisasdaschirley.blogspot.com.br/
    Beijo!

    ResponderExcluir
  38. Qual a diferença desse livro para o "Jake & Mimi", do mesmo autor? A sinopse é a mesma. Por que eles tem títulos diferentes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao que tudo indica, é o mesmo livro, porém, relançado com outro nome :p

      Excluir
  39. Em tempo, achei bem cansativo esse livro...

    ResponderExcluir
  40. Oi Flavia!!

    achei bem interessante a mistura de erotico e suspense, algo bem diferente, pelo menos pra mim rs. Por ai da pra imaginar que o livro é bom, fiquei curiosa, mas como vc disee que faltou algumas explicaçoes no final, perdi um pouco a vontade de ler, gosto de um livro bem explicadinho. Então se ele "cair" na minha mão, vou ler, mas não é um livro que irei atrás pra comprar.

    Bjoo

    ResponderExcluir
  41. Tenho o livro 50 tons porque ganhei mas não pretendo ler. Eu dei uma folheada e achei muito vulgar a escrita, os termos usados. Eu já não gosto de livros eróticos pois o conteúdo fica em 2º lugar... Mas esse livro parece ser diferente.
    Gostei bastante da resenha e talvez eu irei lê-lo.

    ResponderExcluir
  42. Oi Flá!
    Adorei a resenha! Também não concordo com essa frase a respeito de 50 tons, porque acho que os livros não devem pegar carona no sucesso dos outros!

    beeeijo!
    Letícia - Céu de Letras

    ResponderExcluir
  43. Na onda do erótico, o que recomendo disparado é um desconhecido livro nacional "Redes Sensuais" sobre as Redes Sociais onde as pessoas marcam encontros, tem aventuras, traem.... está disponível para baixar gratuitamente aqui: http://ge.tt/78mDJLP Comprei pela internet, chegou rapidinho, apesar de ENORME devorei em 3 dias!!! Será que só porque é brasileiro a gente não dá valor???

    ResponderExcluir
  44. Olá!
    Adorei a resenha e a capa do livro! Ainda não li 50 tons também (tá na estante esperando), mas pra frente leio esse...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  45. To na mesma situação que a Gabi Castro, entretanto, não falei pro meu pai (nem pro namorado) que quero um livro desses. Vou ter que esperar um tempinho, arranjar um trabalho, ter dinheiro e um bom lugar pra guardar o livro longe de olhos curiosos rs!!

    ResponderExcluir
  46. Olá querida,

    Gostei muito da sua resenha. Me deixou bastante interessada em ler.

    Ah, mas dentro dessa nova febre de romance hot, eu recomendo um nacional "Redes Sensuais". Ele me tocou por ser mais real e pela trama mais elaborada sem deixar de lado o erotismo.

    Eu fiquei sabendo deste livro pelo Facebook e comprei pela internet, mas agora apareceu uma versão gratuita aqui neste link http://ge.tt/78mDJLP. Quem curte esse tipo de romance vale a pena conferir. Bjs

    ResponderExcluir
  47. Finalmente alguém falou de "Redes Sensuais" então não estou ficando louca!!! 2 Pessoas até!!! Porque este livro só eu conheço, ninguém nunca ouviu falar. O problema é que trata-se de uma história com sexo sim, só que é bem mais intrigante e exige mais atenção (e inteligência) do leitor. Não sabia da versão gratuita comprei o meu pela internet ao ver a indicação em um blog e adorei!!!!
    Quanto ao "Algemas" a resenha é boa mas ainda estou na dúvida. Preciso de algo forte, mas que tenha a ver com a minha realidade, que eu possa me identificar. Afinal, conto de fadas já passei da idade... tem de ser crível e me tocar, fazer que eu imagine que possa acontecer comigo. Vou pensar...

    ResponderExcluir
  48. Acabei de ler esse livro e tenho que dizer, ele é podre!! Esse negócio de confundir qum é que tá narrando é um saco. O Jake conta um monte de histórias bobas do passado dele, da adolescência. Só terminei de ler porque queria saber se a Mimi ia largar o noivo pra ficar com o Jake, e na na merda do final o autor não deixa claro se eles ficam juntos ou não, eles nem se quer trocam um beijo!! Fala sério, comparar esse livro com 50 tons? Devia ser crime!!

    ResponderExcluir
  49. É um livro interessante. Mas não tem nada a ver com cinquenta tons... o final me decepcionou, mas gostei de ter lido.

    ResponderExcluir
  50. Eu acabei de ler o livro e ainda são sei se gostei ou não, o li em 3 dias...
    A historia em si é legal, mas sei lá...
    Gostei da forma como foi apresentado e ele é bem escrito.
    Sõ não gostei do final, foi tudo muito rapido e tambem não gostei de uma coisa, na capa diz mais intenso que 50 tons... Fala serio a unica que eles te em comum é o fato de ter o BDSM na historia...
    As cenas são bem diferentes e a forma como é escrita...
    Mas no geral foi uma boa leitura.
    Leticia

    ResponderExcluir
  51. Eu acabei de ler o livro e ainda são sei se gostei ou não, o li em 3 dias...
    A historia em si é legal, mas sei lá...
    Gostei da forma como foi apresentado e ele é bem escrito.
    Sõ não gostei do final, foi tudo muito rapido e tambem não gostei de uma coisa, na capa diz mais intenso que 50 tons... Fala serio a unica que eles te em comum é o fato de ter o BDSM na historia...
    As cenas são bem diferentes e a forma como é escrita...
    Mas no geral foi uma boa leitura.
    Leticia

    ResponderExcluir