27 de outubro de 2012

Alcateia - O Château das Vertentes - Eddie Van Feu

Lido em: Outubro de 2012
Título: Alcateia - O Château das Vertentes
Autor: Eddie Van Feu
Ilustrações: Axia Stowe
Editora: Linhas Tortas
Gênero: Mangá/Drama/Fantasia
Ano: 2002
Páginas: 150
Compre o livro clicando AQUI
Nota
Sinopse: Uma Graphic Novel passada na França do século XVII. O Château das Vertentes é o refúgio de uma estranha comunidade avessa aos humanos. Estes seres encantados vivem sob suas próprias regras e preconceitos. Phillipe du Noige, filho de uma humana e de um Lobo Branco, vive uma luta contínua para ser aceito em um meio que o rejeita, enfrentando a intolerância sem, no entanto, perder sua bela visão da vida. 

Resenha: No mangá "Alcateia: O Château das Vertentes", podemos voltar lá no início, onde a história de Phillipe começa. Foi a partir do mangá que surgiu o livro "Alcateia Prateada" (resenha AQUI).
O livro é bem independente, mas se o mangá for lido (antes ou depois, não importa a ordem), a história fica bem mais clara, empolgante e compreensível.

Tudo começa quando Elle e Pelouse se encontram e se apaixonam perdidamente. O amor dois dois é lindo, mas proibido: Elle é humana e Pelouse é integrante do clã dos Lobos Brancos. Os homens lobo tem suas próprias crenças e cultura, se transformam em lobos durante a lua cheia e não gostam de humanos por viverem sendo caçados por eles.
Elle acaba ficando grávida e os dois fazem muitos planos para serem felizes.
Só que o inesperado acontece, e Pelouse é morto por um grupo de homens armados... Porém, ele já havia se antecipado e alertado Elle que se alguma tragédia acontecesse com ele, ela poderia procurar abrigo no Château das Vertentes.

Alguns anos se passaram, Elle e o filho partem pro Château seguindo as orientações do marido, acreditando que o mundo dele seria um lugar melhor para que Phillipe fosse criado, mas ela não esperava que as coisas por lá não seriam fáceis como pensava...
Ela só foi aceita pelo fato de Phillipe ser filho de Pelouse, alegando que nas veias dele corria o sangue dos lobos. Mas apesar de ter abrigo, teria que trabalhar como qualquer um para seu próprio sustento e de seu filho.

O tempo foi passando, mas por Phillipe não ser um "puro", vivia apanhando a cada oportunidade e sendo discriminado e recriminado por tudo que fazia ou deixava de fazer pelo trio de garotos Ravin, Carlo e Jaque. Ele só podia contar com a amizade de Celine, que não sabia que Phillipe era um mestiço. Ele passou a alimentar um amor platônico por Celine pois ela era a única que parecia entendê-lo e respeitá-lo, até que o pai dela resolve afastá-la de Phillipe a mandando pra outro lugar.

E como se não bastasse toda a dificuldade, Elle parte desta pra melhor deixando Phillipe sozinho no mundo... Diante disso e devido a crueldade por parte dos outros garotos, o Capitão Diderot, que não acha certo que ele seja tratado com tanto preconceito e injustiça, acaba se aliando a Phillipe e o ajudando sempre que pode para livrá-lo de perseguições e castigos, ou pelo menos amenizá-los... Ele continua a trabalhar na lavoura substituindo a mãe e seus problemas só aumentam.

Só quando Phillipe fica encarregado de cuidar de uma filhotinha de lobos que nasceu fraca e corria risco de vida, é que ele passa a dedicar todo cuidado e amor para que ela se recuperasse e crescesse forte e saudável, e é a partir dessa nova amizade que a história de Phillipe e Prateada começa...

A história é linda e sendo em forma de mangá, só ajudou para que pudéssemos ver através das ilustrações perfeitas toda a emoção, sofrimento ou alegria dos personagens.
Phillipe é um garoto simples e bondoso, que só convive com esse preconceito todo porque acredita e tem esperança de que com a transformação as coisas vão mudar e ele enfim passará a ser respeitado e tratado como igual, sendo aceito pelos outros. E é esse seu maior desejo.
O Capitão Diderot é o tipo admirável de personagem que sabe até onde pode ir para ajudar Phillipe, cumprindo com seu dever mas guiado pela consciência onde a injustiça não é algo que ele concorde. Há uma cena em especial em que ele toma o lugar do capataz e dá uma surra de chibatadas em Phillipe, acreditando que assim estaria ajudando-o pois se o chicote estivesse nas mãos de outro, com certeza Phillipe poderia ter morrido... Sem o apoio do capitão, talvez Phillipe não iria resistir...
Entre o trio de moleques que perseguem Phillipe, o que mais me assusta é Ravin, pois ele é inescrupuloso, aproveitador, violento e acredita com todas as forças que a melhor forma de tratar Phillipe é sendo o mais cruel possível, como se isso fosse a coisa certa a fazer com quem não tem sangue puro.
E Prateada, a loba branca, é o maior exemplo de amizade e fidelidade que podemos encontrar na história. E é nela que Phillipe encontra alegria e forças para continuar no Château.

É uma história forte e triste, mas que devido à profundidade que tem, vai encantar qualquer leitor devido aos pequenos detalhes, que vão de amizade sincera até à esperança de que as coisas vão mudar pra melhor!
 "Algumas coisas acontecem quando não esperamos... Especialmente aquelas que passamos a vida a esperar..."
A história continua no Mangá Alcateia Prateada, e no livro Alcateia Prateada.
Recomendo muitíssissississimoooo e entrou pra minha lista de favoritos!

22 comentários

  1. Oii Flávia!!
    Acredita que nunca li um mangá? Não acho que faça o meu estilo, sei lá, kkkkk. #preconceito.
    Enfim, acho que esse é um para que eu comece, já que encanta qualquer leitor, rs, e também por focar em amizade, esperança, essas coisas, que me agradam bastante!!
    Beijokas

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho o costume de ler mangás, mas esse me deixou muito curiosa. Ainda mais depois da outra resenha que você escreveu. Parece ser tão lindo e fofo. *.*
    E eu adoro histórias de amor proibido, seres sobrenaturais. Eu quero! :)

    Beijos. :**

    ResponderExcluir
  3. Não costumo ler mangás, então sua resenha não me despertou muito interesse. Sua resenha está ótima, mas o problema é comigo, rs. Beijos!
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ótima resenha Flavia! Ainda não li nenhum mangá, mas fiquei interessada desde que passei a ler as resenhas da Fabi no Stealing Books. Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente? Adorei o post.
    Adoro mangás e se é nesse estilo com mais de cem folhas, eu to dentro *-*
    eu não tinha me interessado tanto assim pelo Alcateia Prateada, mas depois de saber sobre a existencia desse mangá eu gamei. Sou mais chegado a vampiro e bruxas, mas vou abrir essa exceção , pois a Prateada é muito fofa.
    Vou tentar comprá-los em breve. E vc, sempre me surpreendendo Flavia? *-*

    ResponderExcluir
  6. Oie Flá,
    A história parece lindíssima... Fiquei curiosa para saber mais detalhes,
    adorei sua resenha :)

    Beijos,
    http://secretsentreamigas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiii olha só desulpe a demora de fazer uma visitinha mas vou ficar um curto tempo sem dar "sinal de vida"entao bjs e dia 10 de novembro tem inauguração de um novo quadro no blog beijokas do estante da bea!!
    www.biaalini.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi. Ainda não li nenhum mangá (Turma da Mônica Jovem conta? Não, acho que não rsrs), mas também nem quero ler por enquanto.
    Apesar de que essa história parece ser boa.

    Anna
    http://castanhadechocolate.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Fla, apesar de tooooda a sua recomendaçao, nao me interessei mto nao ;s
    acho q é pq ultimamente tenho me focado em outro tipo de gênero literário, ou seja só por preconceito com a capa mesmo (q nao gostei ;s)
    maass... quem sabe um dia neh?
    beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Taí um livro que se eu tiver oportunidade vou dar uma olhada, parece ser legal ;)
    Parabéns pela resenha, ficou muito boa.

    Beijinhos
    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com.br
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  11. Oi Flávia.
    Eu não me interesso muito por esse gênero não.
    Já tentei ler Mangás mais não curti muito. Tenho vários amigos que adora rs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Flavinha! Nunca li mangás, não sei se iria gostar, mas se a história é tão boa quanto você nos passa nesta resenha, eu arriscaria esta leitura.
    Parabéns flor, está contagiante.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  13. Nunca li um mangá, pelo que estou vendo deveria ler o quanto antes.
    Rafa
    Blog Melody
    http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Deixo este selinho para o seu blog e caso o link não esteja na página inicial, me avise, porque fiz a postagem tarde. Também espero que você não se incomode. Abraços.

    http://ladomalucadeser.blogspot.com.br/2012/10/presente-que-recebi-um-lindo-selinho.html

    ResponderExcluir
  15. *--* parece ser muito fofo
    eu gosto de ler mangá e afins, então acho que será uma leitura bem prazerosa :)
    gostei da sua resenha flavinha ^^

    ResponderExcluir
  16. Menina, amei sua resenha!!!!
    aaaahhhhh, eu quero ler esse manga,
    vou procurar para comprar.

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir
  17. Oieee Flavia =)

    Nunca li nenhum Manga, mas adoro Gibis, e não deve ser tão diferente ne?rs
    Eu ja tinha me interessado pelo livro, e adoro historias que tem "mais" a respeito, então agora to mais interessata ainda =)

    bjoo

    ResponderExcluir
  18. OBAAAA! Mais uma resenha maneira da Flávia! Obrigada mais uma vez pelo carinho com minhas histórias (que são como filhos pra quem escreve). Espero ler mais resenhas suas e, nas próximas, gostaria de saber mais de sua opinião pessoal. Gosto de como você conta a história, mas gosto mais de sua visão. Um super beijo pra você e todos os leitores do Livros e Chocolate!

    ResponderExcluir
  19. Gostei do enredo, principalmente por que adoro histórias onde possuem lobos envolvidos!!!!

    ResponderExcluir
  20. Gostei dos traços, mas acho que poderiam ser melhorados. Quem sabe com o tempo o autor vai se aperfeiçoando ^^ Sou muito exigente quando se trata de estilo mangá.
    A história é muito boa e pelo que vi não só aqui, mas no seu blog você adora esse mangá ^^

    ResponderExcluir
  21. Eu vi a capa e o nome, e tava pulando, tava comentando em várias outras resenhas porque nunca achei que esse livro pudesse contar uma história legal, más agora vejo que estava totalmente enganado.

    ResponderExcluir