Resumo do Mês - Junho

1 de julho de 2020


Esse mês não pude dar muita atenção pro blog, mais uma vez. Não gosto quando isso acontece porque sinto falta de sentar aqui e escrever sobre minhas leituras e as séries que vejo, mas isso fica meio difícil quando eu não ando lendo nada e ainda fico sem tempo pra escrever sobre o que ando assistindo.
Ando tendo uns problemas no condomínio do prédio onde moro por causa do Ian. Esse isolamento faz com que a gente fique PRESO DENTRO DE CASA DIA E NOITE e isso com certeza tá deixando as pessoas mais LOUCAS DO QUE NUNCA. Como já comentei várias vezes nessas postagens do resumo, que muitas vezes me servem como um desabafo, o Ian é uma criança terrível. Não pára um minuto, faz bagunça demais, grita demais, incomoda demais, e a vizinha aqui debaixo parece ter levado pro lado pessoal e não pára de reclamar do barulho que ele faz. Ela já reclamou comigo, já reclamou pro síndico, já reclamou pra imobiliária, já levei advertência por causa do incômodo e eu, sinceramente, não sei o que fazer. Sei que deve incomodar porque ele não para um minuto sequer, e quando corre pela casa dá cada pisão no chão que chega a tremer as paredes, mas por ser criança e não entender o que ele faz, fico sem saber como lidar.

Mas o que eu faço? Não tenho culpa do isolamento acústico nesse bendito apartamento ser zero e qualquer passo que a gente dê já faz barulho no teto da vizinha. Já pedi desculpas e falei que ia tentar controlar, mas vou amarrar o menino? Dar remédio pra dormir? Despachar pra longe? Sem escola e sem o acompanhamento com a psicóloga pra ajudar com o hiperativismo dele o menino só falta subir pelas paredes, e por mais difícil que seja, é complicado quando as pessoas não tem empatia e não entendem que a situação é complicada pra TODOS, inclusive pra mim que ando mais surtada do que nunca porque sou uma pessoa só, estamos todos presos, e não consigo ficar por conta dele 24hrs por dia pra manter ele em silêncio absoluto pra não incomodar os outros, até mesmo porque tenho outros filhos e uma casa inteira pra cuidar SOZINHA. Como não quero caçar briga com ninguém, e como fico incomodada por estar causando esses transtornos pros outros (mesmo que nunca tivesse sido minha intenção), o único jeito vai ser me mudar, MAIS UMA VEZ.

Já perdi as contas de quantas vezes mudei nos últimos 15 anos... Não podia fazer isso agora. É um gasto que eu não planejava ter, mas pra evitar a fadiga, vai ser o único jeito de dar paz e ter paz. É horrível quando a gente mora num lugar e não se sente em casa porque os outros reclamam sem sequer tentar entender o outro lado da história. Morar de aluguel é uma merda, mas a vantagem é que se tá ruim, a gente sai e pronto. Já achei uma casa espaçosa e bacana pra gente alugar, porque com o Ian, pelo menos enquanto ele for pequeno, não tem a menor condição de irmos morar em prédio, e agora só tô aqui esperando a análise dos documentos pra começar a preparar a mudança. Já deu tudo certo e agradeço todos os dias por isso.

Só preciso avisar a imobiliária pra colocar um aviso pro próximo que for alugar que é pra pessoa ter muito cuidado caso tenha filhos pequenos.... Nem sempre um comportamento problemático significa que o filho é mal criado, pode ter outras coisas por trás e quem não tem filho NUNCA vai saber e entender, de fato, como é. Então não adianta tentar explicar alguma coisa pra quem não pode se colocar no lugar do outro e nem vive nada do tipo entender. Criança faz barulho, criança grita, criança corre, criança chora, e pela experiência que tive aqui, percebi que não é qualquer um que entende e aceita que criança precisa disso pra ser criança.

Enfim... Acho que isso justifica um pouco minha ausência e desânimo, mas não quero desistir e pretendo me dedicar mais, assim que possível. Só não posso ficar me cobrando por algo que sei que não vou dar conta.

♥ Na Telinha
- 365 Dni

♥ Wishlist
- Funkos de The Craft

Caixa de Correio de Junho


0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário