21 de maio de 2017

O Jogo - Elle Kennedy

Título: O Jogo - Amores Improváveis #3
Autora: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Gênero: Romance/NA
Ano: 2017
Páginas: 344
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Talentoso, inteligente e festeiro, Dean Di Laurentis sempre consegue o que quer. Sexo, notas altas, sexo, reconhecimento, sexo… É sem dúvida um galanteador de primeira, e ainda está para encontrar uma mulher imune ao seu charme descontraído e seu jeito alegre de encarar a vida. Isto é, até ele se envolver com Allie Hayes. Em uma única noite, essa jovem atriz cheia de personalidade virou o mundo de Dean de cabeça para baixo. E agora ela quer que eles sejam apenas amigos? Dean adora um desafio, e não vai medir esforços para convencer essa mulher tão linda quanto teimosa de que uma vez não é suficiente. Mas o que começa como um simples jogo de sedução logo se torna a experiência mais incrível e surpreendente de sua vida. Afinal, quem disse que sexo, amizade e amor não podem andar de mãos dadas?

Resenha: O Jogo é o terceiro volume da série Amores Improváveis escrita pela autora Elle Kennedy. O livro foi publicado no Brasil pelo selo Paralela, da Companhia das Letras.

Cada livro da série traz um casal diferente que protagoniza a história e em O Jogo, vamos acompanhar o envolvimento de Dean e Allie, que já marcaram presença nos livros anteriores.

Dean é aquele cara cuja vida parece mais do que perfeita. Além de fazer parte do time de hóquei da universidade e usufruir dos privilégios que sua família rica tem, ele aproveita a vida ao máximo frequentando festas e curtindo como ninguém com a mulherada. Dean sempre consegue o que quer, quando quer e como quer, até se ver obrigado a servir de "babá" para Allie, amiga de Hanna, namorada do seu melhor amigo. Dean não gostou nada de ter que cuidar da garota que acabou de terminar um relacionamento de três anos. Allie amava Sean, mas os planos dele para o futuro não correspondiam em nada com o que ela queria e, num relacionamento, ninguém deveria querer mudar ninguém, e muito menos impedir o outro de ser feliz... O problema é que Allie está tão acostumada a estar num relacionamento que um término fez com que ela vivesse um drama que ela jamais esperava passar, e Dean não ficou nada satisfeito em ter que cuidar de alguém num estado emocional tão delicado... Mas, o que parecia ser pra ele um enorme problema, acaba se tornando uma experiência intensa, surpreendente e inesquecível.

A autora não poupa o leitor de aproveitar sua escrita divertida, bem humorada, com toques fofos de romance e com dosagens de drama na medida certa para mexer com nossas emoções, e mesmo que o romance aconteça de forma praticamente instantânea e pareça um pouco superficial, senti que Dean e Allie foram desenvolvidos utilizando de elementos suficientes para tornar o relacionamento plausível já que eles não são perfeitos e nem precisam enfrentar problemas mirabolantes para ficarem juntos. Ambos estão se conhecendo e tudo é encarado de forma bastante madura, sem floreios ou mimimi, e claro, sem deixar o erotismo de lado, já ele que funciona como um fio condutor que colabora bastante para evidenciar a química que há entre esses dois pombinhos. O relacionamento é algo levado de forma bem natural e acredito que a ideia da autora seria mostrar como ele surgiu e foi acontecendo de forma gradual, mas em alguns momentos não senti que o amor era tão profundo e intenso assim, além de muita coisa ser feita as pressas.

Os personagens são cativantes e despertam a simpatia do leitor. Quando Dean aparece nos livros anteriores ele é bastante intragável já que só pensa em pegação e sexo desenfreado, mas a medida que o tempo passa ele vai se revelando um cara bem legal, o que mostra que não devemos julgar um livro pela capa pois a primeira impressão nem sempre é a que fica.
E a mesma coisa acontece com Allie. Aquela mocinha tão dependente de um relacionamento, enfim, acorda pra vida. Ela quer se concentrar em seguir sua carreira de atriz e cuidar do pai doente, mas resistir aos encantos de Dean é algo bastante difícil... Parece até meio contráditório que ela encontre a felicidade em um relacionamento improvável ao qual ela tanto resistiu, mas o diferencial é que com o amadurecimento de ambos, nada é encarado de um jeito que pareça que a vida só pode seguir em frente se ela estiver junto com alguém. Allie aprende que ter alguém ao seu lado é um complemento que lhe acrescenta, desde que ela seja feliz e a pessoa respeite o que ela quer e sonha pra si mesma, e não uma obrigação da qual ela depende. E, claro, Dean consegue oferecer exatamente o que ela precisa naquele momento e ainda encontra nela o que lhe faltava, mesmo que ele não soubesse disso inicialmente.

Diferente dos livros anteriores, este deixa o final em aberto com um enorme gancho para a continuação, logo, A Conquista, que traz a história de Tucker, já está na minha lista de "preciso ler pra ontem".

Pra quem gosta do gênero New Adult de uma forma muito mais bem humorada do que o esperado, é leitura mais do que indicada.

Nenhum comentário

Postar um comentário