22 de março de 2017

Meio Mundo - Joe Abercrombie

Título: Meio Mundo - Mar Despedaçado #2
Autor: Joe Abercrombie
Editora: Arqueiro
Gênero: Fantasia
Ano: 2017
Páginas: 368
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas | Amazon
Sinopse: Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas.
Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo.
A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira.

Resenha: Meio Mundo é o segundo volume da trilogia Mar Despedaçado escrita pelo autor inglês Joe Amercrombie. O livro foi publicado no Brasil pela Editora Arqueiro.

Thorn Bathu não é igual as outras garotas de Gettland. Ela não tem interesse pela vida de mulherzinha submissa que muitas se prestam, para o desgosto de sua mãe. Se casar ou cuidar da aparência são coisas que passam longe de seus pensamentos e tudo o que ela mais sonha é se tornar uma guerreira como seu pai fora e ainda vingar sua morte, mas vivendo num mundo extremamente machista, isso não seria tão fácil assim. Durante um treinamento, Thorn acaba matando de forma acidental um dos seus colegas, e isso faz com que ela seja julgada como uma assassina cuja sentença é ser apedrejada até a morte. Mas, com a ajuda de Brand e de Pai Yarvi, ela consegue escapar desse destino, e por ter tido a vida salva, ela faz um juramento para serví-lo.
Graças a Yarvi, os destinos de Thorn e Brand se cruzam, e ele se aproveita disso para conseguir mais aliados através de uma viagem que os fará percorrer meio mundo para adentrar numa guerra contra o Rei Supremo a fim de salvar Gettland. De um lado está Thorn, tocada pela Mãe Guerra, que fará de tudo para se tornar uma guerreira forte e honrar o pai, e do outro está Brand, que reluta quando o assunto é matar e não quer se desviar do caminho da luz.

Antes de mais nada, vale ressaltar que o primeiro livro, Meio Rei, traz a história de Yarvi e tudo pelo que o jovem passou até se transformar no homem que nos é apresentado neste segundo livro. Como tudo da trama se passa no mesmo universo, alguns personagens já conhecidos estão presentes, mas não possuem o mesmo destaque que tiveram anteriormente já que o foco é um novo grupo. Então, por mais que Meio Mundo traga personagens novos e principalmente uma outra protagonista criado um novo arco, não acho que o livro seja tããão independente assim, mesmo que ainda possa ser lido sozinho, pois a falta do primeiro vai causar aquela sensação de que perdemos alguma coisa, ou ainda tornar um pouco incompreensível a busca por determinados objetivos que os personagens traçaram.

Narrado em terceira pessoa, a escrita do autor continua fluída e com doses ainda maiores de ação. O foco fica sobre Thorn e Brand e isso acaba permitido que o leitor tenha uma visão diferente dos personagens do livro anterior, principalmente de Yarvi.
Thorn é aquele tipo de personagem que cresce e se torna muito forte com com as experiências que vai adquirindo ao longo de sua jornada, e ela não tem medo de sujar as mãos de sangue se a ocasião exigir isso... Em contrapartida, Brand equilibra a história diante desse espírito guerreiro de Thorn, pois ele sempre visa a bondade e a paz, e mesmo que não goste, ele não foge da luta quando se depara com uma.
Não vou dar muitos detalhes sobre Yarvi para evitar spoilers, mas posso dizer que enquanto no primeiro livro o leitor se deparou com uma história de dor, inseguranças e muitas lutas, aqui o personagem usa sua inteligência e esperteza a favor dos seus objetivos e se mostra um completo badass. Ele é um personagem forte, cheio de camadas e ainda consegue ser engraçado e reservar várias surpresas...

A capa segue no mesmo padrão da série e traz os personagens principais com Thorn a frente como a verdadeira guerreira que é. Assim como no livro anterior, os capítulos possuem títulos, as páginas são amarelas e não percebi erros na revisão.

Pra quem procura por uma história de fantasia que envolve batalhas e heróis, mas, acima de tudo, que evidencia a amizade verdadeira e até onde é possível alguém ir a fim de provar seu valor, é leitura mais do que indicada.

Um comentário

  1. Amei o post! Como eu disse na minha resenha, gostei muito da protagonista e da forma como ela foi construída! Amei a enxurrada de referências ao primeiro livro e, claro: Yarviii! *-*

    Abraços.
    Alex, do Um Bookaholic. <3

    umbookaholic.com | Canal | @umbookaholic: Twitter | Instagram

    ResponderExcluir