2 de março de 2017

Tag - Ai, Misericórdia!



Oie, gentem!
Não costumo acompanhar canais literários por simples e pura falta de tempo, mas o vídeo da Thais, do canal/blog Pronome Interrogativo, meio que caiu de paraquedas em uma das minhas poucas andanças pelo Youtube e resolvi assistir o bicho.
O video traz uma tag criada por ela mesma, que se baseou nas frases daquele meme hilário "AI, MISERICÓRDIA!" da coitada que fica pendurada na parede e pede por socorro.
A tag é curtinha, tem apenas cinco perguntas, e achei legal fazer aqui no blog - em forma de texto e fotitas mesmo, já que abandonei o canal do blog e não penso em voltar com ele tão cedo...
Bora começar?

Olha a "magineira"! - Um livro que você não entende por que as pessoas não gostam.

Silêncio - Richelle Mead

Eu vi algumas resenhas esculhambando esse livro, outras de pessoas que não gostaram mas também não desgostaram e ficaram no meio termo, e fiquei com cara de paisagem. Sei que gosto é uma coisa extremamente particular, assim como a absorção da história que foi lida, mas não entendo como alguém pode não ter gostado desse bendito livro. A autora conseguiu fazer descrições detalhadas e na medida certa (e algumas descrições deixam alguns pontos em aberto de forma proposital), o que foi perfeito pra mim já que foram baseadas em personagens mudos e que se comunicam de forma até limitada usando a linguagem de sinais. Tudo bem que o final soa fantasioso demais se compararmos com o restante da trama, mas a história é bem escrita, envolvente e muito bem trabalhada. Foi um dos melhores livros que li em 2016.

Ai, Misericórdia! - Um livro que alguém te indicou, mas você não gostou.

Louca por Você - A.C. Meyer

O estilo new adult não é exatamente meu gênero favorito, mas, claro, não dispenso, principalmente quando vejo resenhas positivas e recebo indicações tão empolgantes que praticamente colocam o livro num pedestal.
Devido a isso, fui quente me aventurar pelas páginas de Louca por Você e só me decepcionei. A história é ruim, os personagens são dignos de pena e não teve nada que pude tirar de bom pra poder salvar a má impressão que tive. E não, a capa não vale nesse caso.



E agora? - Qual livro você precisa ler ainda esse ano?

Corte de Espinhos e Rosas - Sarah J. Maas

Desde que recebi esse livro venho tentando encaixá-lo na minha fila eterna. A sensação que tenho por ainda não ter lido é de que estou excluída, como se tivesse perdendo uma história fodástica. Pra acabar com isso a única solução é ler, claro, mesmo que aos poucos e intercalando com outras leituras.





Eu to presa! - Um livro que você não conseguiu largar!

A Morte de Sarai - J.A. Redmerski

Só quem leu esse livro deve conseguir entender a agonia que é não conseguir parar. Talvez não seja um gênero que agrade a todos, principalmente pela forma crua com que os temas são retratados, mas justamente por esse motivo é que o livro se torna tão bom.






Chama minha mãe! - Um livro que todo mundo precisa ler.

Todo Dia - David Levithan

É difícil indicar um livro sabendo que cada um tem um gênero literário preferido. Não é todo mundo que gosta de fantasia, nem de livros mais juvenis, então, levando em consideração tudo o que já li, e sem me prender a um gênero favorito que tenho, acho que Todo Dia é um livro que todo mundo deveria ler por causa da mensagem que passa e pela forma como foi escrito, e não pelo gênero propriamente dito. É um livro que mostra o íntimo de pessoas diferentes, com vidas e sentimentos diferentes, mostrando que o que mais importa é quem somos por dentro, e que nossas atitudes e escolhas são os fatores que nos tornam quem somos, proporcionando momentos únicos na vida de cada um de nós.

Nenhum comentário

Postar um comentário