Lula - Volume 1: Biografia - Fernando Morais

4 de janeiro de 2022

Título:
Lula - Volume 1: Biografia
Autor: Fernando Morais
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Biografia/Não Ficção/Política
Ano: 2021
Páginas: 416
Nota:★★★★☆
Sinopse: Para além de juízos ou paixões, Lula está entre as maiores figuras políticas da história brasileira. Único presidente do país com origens operárias, e campo magnético de um partido profundamente original em suas raízes, exerceu o poder carismático e a influência de modo mais duradouro que qualquer outro homem público no período republicano, salvo talvez Getúlio Vargas – com quem também compartilha a virulência dos adversários.
Desde 2011, Fernando Morais ganhou acesso direto, franco e frequente a Lula. A essas dezenas de horas de depoimentos, somou o faro de repórter e a prosa cativante para compor projeto biográfico que traz um painel do personagem em toda sua grandeza e complexidade.
Em narrativa que faz uso de recuos e avanços cronológicos para manter um ritmo eletrizante, neste primeiro volume Morais vai da infância de Lula até o anulamento de suas condenações, em 2021 ― passando pelo novo sindicalismo, as greves do ABC, a fundação do PT e a primeira campanha eleitoral. 

Resenha: Quem leu a resenha que fiz do livro "Política é Para Todos", da Gabriela Prioli, viu o motivo de eu começar a me interessar por política nessa altura do campeonato. Sendo assim, quando tenho oportunidade de ler algo que considero que vá acrescentar, que vá dismitificar conceitos, que vá ampliar meu conhecimento, que vá trazer informações úteis, ou mesmo que ainda vá defender o indefensável, eu leio pra poder formar minha opinião (além de tentar entender como funciona a cabeça dos fanáticos independente de que lado estejam).

Então, ler o primeiro volume de Lula - Biografia, escrito pelo jornalista Fernando Morais, me acrescentou informações que vieram a calhar nesse momento, porém com algumas ressalvas. Não vou entrar em questões acerca do meu posicionamento político aqui (até mesmo porque estou desacreditada e com esperanças zero de que as coisas por aqui melhorem), pois a leitura que fiz foi a título de conhecimento e informação. Nada tem a ver com querer que Lula volte ou não, se ele é ladrão ou não, enfim... Independente da opinião pública, as pessoas gostando dele ou não, Lula foi presidente desse país, vai fazer parte da História do Brasil pra sempre, logo ter acesso a uma leitura que expõe fatos é algo praticamente obrigatório pra quem quer entender o que aconteceu e ter o mínimo de propriedade pra falar sobre o assunto (inclusive fiquei curiosa pra ler o livro "Lava Jato", de Vladimir Netto pra ter um outro ponto de vista).

Por mais que o autor discorra sobre a prisão de Lula até sua soltura, a impressão é de que o texto em si é, sim, parcial. O autor relata como Sérgio Moro ultrapassou os limites da ética e agiu com imparcialidade na famigerada Operação Lava Jato para não só enfiar e manter o ex presidente na cadeia para que ficasse fora de cena, como também fazer com que ele se tornasse inelegível nas próximas eleições. O autor também vai intercalando o texto com alguns acontecimentos, lembranças ou frases ditas por pessoas relevantes no cenário político e artístico. A narrativa foi montada de forma que o leitor fique indignado por tamanha injustiça, e pendendo pro lado de Lula, que é retratado como alguém cuja história de vida e de luta é admirável, dotado de coragem e garra, e que é amado e idolatrado pelo povo, praticamente um salvador da pátria. Eu admito que a história de vida de Lula é realmente impressionante, não duvido que a intenção dele seja ajudar o povo porque ele demonstra ter uma humanidade e uma consideração que a maioria dos políticos não tem (não duvido, mas também não boto minha mão no fogo por ele), e nas palavras do autor essa história ganha um tom dramático e cheio de emoção, digna de ser transformada em filme inclusive, mas eu esperava uma imparcialidade clara pra que pessoas curiosas por política (ou por quem faz a política), assim como eu, possam formar a própria opinião sem que sejam influenciadas por narrativas calorosas onde a opinião do autor ganha evidência.

O livro não segue a cronologia dos fatos. Com várias fotos para ilustrar os eventos citados, ele começa exatamente dois dias antes da sentença de prisão, em 5 de abril de 2018, onde, em seus seis primeiros capítulos, o autor discorre sobre o tempo em que Lula se abriga no Sindicato até decidir o que fazer, assim como as dificuldades que ele enfrentou pra sair de lá e se entregar à polícia. Milhares de pessoas tomaram as ruas em volta do sindicato e obstruíram a passagem numa enorme manifestação em sua defesa. Todo o caos foi televisionado. Durante os 581 dias em que ficou preso, Lula nunca ficou sozinho, seus apoiadores sempre estavam alí, se fazendo ouvir e revezando numa vigília pra mostrarem que a luta não tinha acabado, afinal, ele foi preso baseado em acusações quando nada que pudesse incriminá-lo foi encontrado, o que mostra que houve muitas falhas nesse processo.

Nesse meio tempo também acompanhamos os fatos que levaram Donald Trump à presidência, e que a estratégia baseada em fake news usada por ele pra vencer as eleições contra Hillary Clinton nos EUA foi a mesma que Bolsonaro usou aqui no Brasil ("kit gay", "mamadeira de piroca", e até a suposta facada no bucho viraram meme). Temos também como foi feita a escolha de Haddad pra sucedê-lo e como se deu a ação do hacker que vazou uma infinidade de documentos que, não só inocentou e libertou o ex presidente em 8 de novembro de 2019, como ainda o tornou elegível para o desgosto da direita.

Após todos os eventos relacionados a prisão de Lula, o autor corta pra década de 80, onde apresenta o cenário político brasileiro em meio as tragédias pessoais de quem seria o futuro presidente do país. Eventos como sua primeira prisão em 1980 que leva o leitor a compreender como ele veio a se tornar uma pessoa pública, como ele e os irmãos saíram do sertão de Permambuco rumo a São Paulo, o surgimento do sindicalismo e o Sindicato dos Metalúrgicos, a criação do PT, a perseguição e as prisões ilegais na época da Ditadura Militar, enfim... São várias informações muito bem detalhadas, como se o autor fizesse um grande raio-x do Brasil, que fazem com que o leitor entenda que os fatos do passado são essenciais para se compreender o presente, e o que virá pela frente.

Sabemos que Lula é o tipo de homem que divide opiniões, opiniões na maioria das vezes muito extremas pro meu gosto, é tão amado quanto odiado, mas seu poder de liderança é inegável. Li a Biografia em dois dias, pois a fluidez e os acontecimentos prendem - e muito - a atenção. Fico no aguardo do segundo volume dessa biografia onde acredito que o autor vai abordar o mandato de Lula quando presidiu o país, assim como seus os erros e os acertos.
0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook