Curiosidade Mórbida - Mary Roach

15 de novembro de 2018

Título: Curiosidade Mórbida
Autora: Mary Roach
Editora: Paralela
Gênero: Não ficção
Ano: 2015
Páginas: 272
Nota:★★★★☆
Sinopse: Curiosidade mórbida é uma leitura cativante e divertida que explora a vida após a morte, mas não no sentido sobrenatural: a autora Mary Roach investiga o que acontece com os cadáveres, revelando que eles têm rotinas inesperadas e surpreendentes. Por dois mil anos, eles estiveram envolvidos nas descobertas e pesquisas científicas mais ousadas: foram cobaias nas primeiras guilhotinas da França e, os primeiros a navegarem em foguetes da Nasa e estiveram presentes em todos os novos procedimentos cirúrgicos, fazendo história de forma silenciosa.
Nesse relato fascinante, Mary Roach faz uma análise histórica dessas contribuições ao longo dos séculos e, com seu jeito único, revela o que nossos corpos fazem depois que os deixamos para trás.

Resenha: Mary Roach mostra com precisão o quão útil a rotina de uma pessoa morta pode ser. A autora detalha com precisão vários procedimentos e experiências feitas com defuntos e o resultado é uma variedade de informações e curiosidades muito interessantes sobre os cadáveres.

A narrativa é direta, simples e dividida em tópicos que possuem fotos ou ilustrações, e já deixa claro desde o início que os "objetos de estudo" consentiram em doar seus corpos para estudos em prol da ciência. Assim, vamos desde uma simples dissecação, passando por decapitação, testes de resistência a impacto em simulações de acidentes, decomposição, descarte dos corpos, doação de órgãos, estudo da alma e etc. São diversos temas trabalhados de forma bem minuciosa para trazer informações reais do que acontece e que abrem um leque de opções que mostram como essas experiências com os mortos funcionam, etapa por etapa, assim como evidenciam a utilidade delas para os vivos.

Ainda há questões envolvendo a sociedade de forma geral, e como isso acaba interferindo nos cuidados com o corpo do falecido, levantando questões culturais, emocionais, morais, filosóficas e, por que não, religiosas. A autora usa de bom humor para descrever alguns procedimentos, mas confesso que fiquei muito mais chocada do que rindo. Descobrir que um cérebro removido não pode ser encaixado de volta dentro do crânio já me fez imaginar coisas. Por favor, Deus, não deixe que quando eu morrer alguém preencha minha cabeça com nenhum jornal sensacionalista que tenha notícias de cunho político, futebol, ou fofocas sobre youtubers ou pseudocelebridades.

Curiosidade Mórbida é um livro de não ficção e aborda uma área da medicina que agrada a pouquíssimas pessoas: a morte e o corpo que jaz. Logo, se você não gosta ou não tem estômago forte o bastante quando o assunto é morte, dissecação, experimentação humana, gosmas, sangue, miolos, tripas e afins, talvez o livro não seja pra você. Mas, se você tem um pouco de curiosidade, e coragem, para ler sobre as inúmeras utilidades que um corpo tem no pós vida, assim como as descobertas incríveis que foram feitas, desde que consiga sair ileso de cenas bizarras, e muitas vezes nojentas, descritas pela autora, é algo bastante educativo e digno de se apreciar. Recomendo muito essa leitura para os fortes e para os curiosos de plantão.


0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário