3 de outubro de 2016

Abril - Audrey Carlan

Título: Abril - A Garota do Calendário #4
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Gênero: Romance erótico
Ano: 2016
Páginas: 160
Nota:
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas
Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
O cliente de abril é o astro do beisebol Mason Murphy, de Boston, que precisa de Mia a seu lado para melhorar sua imagem com os patrocinadores. Mason não está acostumado a ouvir “não” de mulher alguma, e Mia vai representar o desafio supremo para ele.

Resenha: Em seu quarto mês trabalhando como acompanhante de luxo, Mia Saunders parte para Boston para atender um astro do Red Sox, Mason Murphy. Mason é um dos melhores jogadores da liga de beisebol, mas é o tipo de cara babaca que sempre se envolve em problemas e acabou atraindo má fama por ser muito mulherengo e pelas cenas vergonhosas de bebedeira. A fim de melhorar sua imagem com os patrocinadores, seus agentes decidiram que ele deveria aparecer como alguém mais sério, disposto a mudanças, comprometido com alguém que ficasse mais do que um único dia em sua vida... e, claro, Mia se passará por sua namorada. Mason está acostumado a sempre ter o que quer, e será ouvir um "não" ao se engraçar pra cima de Mia será um desafio para esse jogador?

O mês de Abril se mostra pura curtição quando Mia se depara com coisas que ela adora e a deixam bastante animada: calça jeans e camiseta, beisebol, cachorro quente, cerveja gelada e o grupinho de "EEF's" (as namoradas dos jogadores) para serem suas amigas de compras e diversão.
Narrado em primeira pessoa, a escrita da autora continua bastante direta e fluída, e este volume tem um pegada cômida que deixa a história bastante bem humorada e divertida, o que deixou a leitura muito agradável de se acompanhar.

Por Mia estar num ambiente em que ela se sente a vontade, ela se deixa levar e podemos perceber mais de seu eu interior, um lado que não fica focado somente na parte sexual, mas em sua personalidade onde ela mostra que não se encaixa em estereótipos e consegue gostar de si mesma antes de gostar dos outros. Não se importar com sentimentos alheios é uma prova disso.
Mason, inicialmente, demonstra ser um completo imbecil, arrogante e egoísta, mas com o passar dos dias, Mia começa a conhecê-lo melhor e percebe que, por trás de todo aquele comportamento cretino, ele é um cara legal, tanto que ela decide ajudá-lo a enxergar que o que ele, de fato, precisa, está na sua frente há muito tempo... Com isso ela acaba se tornando uma grande amiga, conselheira e até mesmo faz o papel de cupido ajudando Mason a abrir os olhos, e ainda aprende com ele que sair de sua zona de conforto não é algo assustador e que pode fazer bem. Então, temas como amizade, aceitação e até perdão acabam ganhando um pouco mais de profundidade neste volume.

Um dos pontos que gostei bastante foi o que envolve os sentimentos de Mia... Há uma linha tênue que separa amor e amizade e, ao escolher continuar trabalhando como acompanhante até o fim para pagar a dívida do pai com o agiota, não faria muito sentido que ela continuasse caindo de amores e pensando numa única pessoa 24 horas por dia tendo mais oito meses pela frente, por mais encantador e marcante que ele possa ter sido. Sem dar spoilers, a situação que a autora cria é incômoda, mas acaba libertando Mia desse "compromisso", fazendo com que ela foque no que precisa fazer, e obviamente, voltamos ao plano original, com direito a Mia poder aproveitar a vida do jeitinho que ela gosta...

A capa continua seguindo o padrão da coleção, a diagramação é simples, as páginas amarelas e não encontrei erros de revisão.

Pra quem gosta de romances eróticos leves, rápidos de ler e que entretém ao explorar as mais diversas fantasias sexuais, é leitura mais do que indicada.

Nenhum comentário

Postar um comentário