6 de janeiro de 2019

Fogo & Sangue - George R.R. Martin

Título: Fogo & Sangue - Fogo & Sangue #1
Autor: George R.R. Martin
Editora: Suma de Letras
Gênero: Fantasia
Ano: 2018
Páginas: 598
Nota:
Sinopse: Séculos antes dos eventos de A guerra dos tronos, a Casa Targaryen – única família de senhores dos dragões a sobreviver à Destruição de Valíria – tomou residência em Pedra do Dragão. A história de Fogo e sangue começa com o lendário Aegon, o Conquistador, criador do Trono de Ferro, e segue narrando as gerações de Targaryen que lutaram para manter o assento, até a guerra civil que quase destruiu sua dinastia.
O que realmente aconteceu durante a Dança dos Dragões? Por que era tão perigoso visitar Valíria depois da Destruição? Qual é a origem dos três ovos de dragão que chegaram a Daenerys? Essas são algumas das questões respondidas neste livro essencial, relatadas por um sábio meistre da Cidadela.
Ricamente ilustrado com mais de oitenta imagens em preto e branco assinadas pelo artista Dough Wheatley, Fogo e sangue dará aos leitores uma nova e completa visão da fascinante história de Westeros – um livro imperdível para os fãs do autor.

Resenha: Pra quem acompanha, a história dos livros (e da série de televisão) são eventos que se passam trezentos anos depois dos acontecimentos de Fogo & Sangue, primeiro livro de uma duologia (?) que funciona como prequel de A Guerra dos Tronos, contando fatos históricos e relatos narrados por meistres, septões e outras testemunhas acerca dos governos dos reis dragões antigos, cada um com seu ponto de vista, se iniciando por Aegon, até Aegon III, seu sexto sucessor, que sentou-se no Trono de Ferro cento e trinta anos após Aegon e suas irmãs terem chegado em Westeros. Aegon, o Conquistador, foi o responsável por unir os Sete Reinos, mudando a história de Westeros para sempre.

Assim, por quase trezentos anos, a Casa Targaryen, tão amada quanto temida pelo povo, dominou os Sete Reinos e ocupou o tão famoso e cobiçado Trono de Ferro, e vamos acompanhar a história das guerras que foram travadas para que o primeiro rei dragão tomasse o trono. São histórias voltadas à Casa Targaryen e seus governantes, desde os mais cruéis até os mais loucos.

Narrado em terceira pessoa, a leitura me lembrou muito O Silmarillion, de Tolkien, pois é um livro com intuito de fornecer dados históricos ricamente detalhados para uma maior compreensão das origens dos personagens e da situação a que chegou Westeros em as Crônicas de Gelo e Fogo. Vários capítulos trazem informações contidas em outras obras desse universo, como O Mundo de Gelo e Fogo, Mulheres Perigosas, o Príncipe de Westeros e afins, então não é uma leitura inteiramente nova. Quem consome todas as obras desse universo, principalmente aqueles que bolam teorias mirabolantes, provavelmente vai ler já sabendo de muita coisa do que foi narrado aqui, e por outro lado, quem lê ocasionalmente, vai encontrar informações úteis, mas não com a mesma narrativa fluída da série principal. Vários pontos são um pouco cansativos, por mais interessante que a construção de mundo e os feitos bons ou ruins dos grandes personagens sejam, pois não há um enredo propriamente dito, mas sim a cronologia completa dos fatos e nomes estranhos de personagens, que costumam ser iguais preservando esses nomes através das gerações.




O projeto gráfico do livro é super caprichado. Embora as letras sejam pequenas e a margem um pouco espremida dando aquela impressão de blocos maciços de texto, o que já é algo comum em qualquer obra do autor devido ao tamanho, o livro é cheio de ilustrações lindas e super realistas, e isso torna a obra ainda mais rica.

Não posso negar que foi muito gratificante acompanhar a jornada do Rei Jaehaerys I. Ele subiu ao trono em seus quatorze anos e governou os Sete Reinos por cinquenta anos juntamente com Alysanne, sua amada esposa - e irmã. Sim, é costume que os Targaryen praticassem incesto para manter a linhagem pura, o que explica suas características físicas (Daenerys quem o diga). Não digo que não seja algo repugnante, mas deixando a leitura fluir e tendo noção de que as coisas eram assim naquela época por um determinado motivo, a gente acaba se acostumando. A história de amor deles também é muito bonita, principalmente quando eles chegam na Pedra do Dragão junto com seus dragões, e fica bem evidente que embora Aegon tenha conquistado as terras, foi o casal Jaehaerys e Alysanne que moldaram e tornaram os Sete Reinos mais civilizado.

Enfim, recomendo o livro para os fãs mais aficionados e que realmente gostem de acompanhar todos os detalhes que envolvem esse universo fantástico - e com dragões maravilhosos - criado pelo autor. É uma leitura pra todos aqueles que tem interesse em aprofundar seus conhecimentos acerca do mundo e da história, com ação, magia, intriga e vários relatos bem emocionantes.

Ah, e não posso deixar de falar que ler qualquer coisa escrita por George R.R. Martin é preciso desapego total de qualquer personagem que seja, não importa quem é, de onde veio, o que faz, pra onde vai, como vive... Preparem os corações.


0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário