15 de março de 2018

Mais do Que Isso - Patrick Ness

Título: Mais do Que Isso
Autor: Patrick Ness
Editora: Novo Conceito
Gênero: Distopia/Jovem Adulto
Ano: 2017
Páginas: 432
Nota
Sinopse: Um garoto se afoga, desesperado e sozinho em seus momentos finais. E morre. Então ele acorda. Nu, ferido e com muita sede, mas vivo. Como pode ser? Que lugar é este, tão estranho e deserto? Enquanto se esforça para compreender a lógica de seu pior pesadelo, o garoto ousa ter esperança. Poderia isto não ser o fim? Poderia haver mais desta vida, ou quem sabe da outra vida?

Resenha: Quando um garoto de dezesseis anos acorda sozinho num lugar estranho e isolado após ter morrido afogado, resta a ele tentar entender o que está acontecendo. E partindo dessa premissa, o protagonista, juntamente com o leitor, se encontra no meio do nada, e se vê envolvido numa jornada em busca de respostas para aquilo que parece ser seu pior pesadelo...

Acompanhar uma história onde não se sabe de nada é inquietante, mas também é curioso e intrigante, desde que a mente esteja aberta a um estilo de narrativa diferente e que tira os leitores de suas zonas de conforto. A cada informação dada, uma nova descoberta é feita sobre o motivo da morte ou quem é o garoto, e cada lembrança dele, de quando ainda era vivo, é responsável por construir e desenvolver o protagonista, enriquecendo a história com seu passado e provocando reflexões muito relevantes sobre temas delicados e abordados com muita sutileza (mas não com tanta profundidade), envolvendo amizade, família, sexualidade, preconceito, conflitos, abusos, violência e afins. Há também todo um suspense em cima do drama enfrentado pelo garoto, seja na situação presente quanto a passada, com toques de ficção científica e distopia, e tais elementos, somados ao desenvolvimento da trama, deixam a história bastante original e com uma crítica social mais do que válida..

O livro possui quatro partes e é na segunda que a leitura realmente engata, e a partir daí é impossível não querer obter respostas pra tantas perguntas. Embora algumas passagens sejam repetitivas, pois o garoto passa o tempo tentando descobrir a todo custo o que está acontecendo sem maiores pistas e divaga em excesso, a narrativa é fluída e muito intensa, sendo possível nos colocarmos na pele do personagem, vivendo seus dramas e fazendo os mesmos questionamentos que ele sobre a vida (e a morte).

O final não foi exatamente o que esperei. Além de ter dado brechas pra uma possível sequência ainda me pareceu um tanto corrido e até ousado demais, mas ainda assim foi satisfatório.
Pra quem curte histórias diferentes, com temas importantes e com mais foco na evolução do personagem do que com demais detalhes, é leitura indicada. Um livro sobre escolhas que traz uma crítica sobre a ideia de que ter controle sobre todas as coisas é o que move a vida, sendo que não é bem assim...
0 Comentários pelo Blogger
Comentários pelo Facebook

Nenhum comentário

Postar um comentário