28 de fevereiro de 2012

Ela Foi Até o Fim - Meg Cabot

Lido em: Fevereiro de 2012
Título: Ela Foi Até o Fim
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Gênero: Chic Lit
Ano: 2010
Páginas: 399
Nota
Sinopse: Uma roteirista de sucesso que já contribuiu para vários filmes de ação que renderam milhões de bilheteria - ela até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal! E agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.

Resenha: Louise Calabrese é uma roteirista de sucesso que acabou de ganhar o próprio Oscar com o filme Hindenburg! Seu namorado, o grande imbecil Barry Kimmel, vulgo Bruno di Blase, estrelou no filme e em gratidão a Lou por isso, acabou metendo o pé nos fundilhos dela para se casar com a atriz que contracenou com ele, Greta Woolston.
Diante desse fato doloroso, afinal, Lou e Barry namoravam há 10 anos e o traste foi seu primeiro e único amor, Lou ficou arrasada e descrente em homens e relacionamentos, mas ficou decidida a seguir com sua vida com a ideia de não sofrer por amor nunca mais!

Lou está disposta a por uma pedra no passado e seguir adiante, focando em sua carreira e tal, mas não contava que iria pegar um helicóptero e parar no Alasca por conta da gravação da sequência do novo filme que escreveu, Copkiller, junto com o ator protagonista Jack Townsend, um outro astro de cinema que leva as mulheres ao delírio com todo o seu charme, seu bumbum perfeito, todas as suas pegadas calientes e que ainda é ex de Greta! O cara é um galinhão, um "seachão", pra resumir. O piloto tenta matar os dois, o helicóptero cai, e eles ficam perdidos e incomunicáveis no meio da neve. Lou simplesmente odeia Jack do fundo de sua alma, e conviver com o bonitão, ainda mais fugindo de uma gangue de motoqueiros mascarados, escapando de tiros, tentando sobreviver em meio aquela montanhas geladas, "tundras" (hehehe) e florestas, invadindo propriedades alheias e ainda encontrando tempo pra brigar e discutir com ele, não estava em seus planos...

Jack não entende como Lou, que faz o tipo durona e antimocinha, não cede aos seus encantos de jeito nenhum, e por causa disso, começa a insistir em conquistá-la já que pôs na cabeça que ela sim é perfeita pra ele. É aquela velha história de que queremos o que não podemos ter e blá blá blá... rsrsrs

Só que como dizem, mesmo com toda essa resistência (ou não) da parte de Lou e atentados contra a vida desses dois, os opostos se atraem... E Lou, começa a perceber que Jack realmente é charmoso demais pra qualquer uma resistir...

Será que Lou, que teve o coração partido e está decidida e não deixar que ninguém a faça de palhaça outra vez, principalmente atores metidos a pegadores, vai dar uma nova chance ao amor?
Será que Jack realmente mudou o jeitão cafageste dele de ser por causa de Lou e vai abrir mão da vida promíscua que levava até conhecê-la?

E quem diabos está tentando matar o Jack sem pensar que Lou, que caiu de paraquedas nessa história, está lá no meio da confusão?

Por ter sido escrito por Meg Cabot, confesso que fiquei bem surpresa, pois diferente dos outros, esse livro quando chega lá pela metade (se não me engano, no capítulo 16, preciso confirmar isso), começa a "esquentar" muito. É um livro mais adulto se comparado aos outros que são escritos ao público mais adolescente em geral, cheio de situações hilárias, aventura, ação, com direito a explosões e tudo, erotismo (com os mínimos detalhes, opa!) e amor brotando de onde e de quem menos se espera...

Alguns personagens são inúteis, mas alguns outros, como os pais de Lou e Jack, são uns fofos! A implicância de Lou com Jack quase sempre beira o exagero e chega a cansar um pouco, pois é um ódio que surgiu por causa de uma grande bobagem: Jack mudou uma frase de uma de suas falas no roteiro e a frase ficou famosa e virou sua marca registrada! rsrsrs
O livro prende, mas é preciso um pouco de paciência, porque o início é um pouco chato e enrolado até a parte interessante chegar. E fora que achei o motivo para quererem Jack morto muito besta...
Mas gostei do fim que levou e o que aconteceu com cada personagem, pois nem sempre a primeira impressão é a que fica... rsrsrs

7 comentários

  1. Adoro os livros da Meg Cabot, simplesmente uma das minhas escritoras favoritas!
    Com certeza vou ler esse livro!

    http://iloveandyoulike.blogspot.com/
    Bjoo

    ResponderExcluir
  2. Adoro a Meg Cabot, esse livro eu ainda não li.

    att,
    http://just-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Li pouquíssimos livros da Meg, mas, pelo o que dizem, são incríveis. Esse livro parece ser bem interessante também. Espero poder lê-lo em breve.
    Gostei bastante da sua resenha.
    Beijos!

    http://lereaminhapraia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Este foi o primeiro livro com uma temática mais adulta que eu li da Meg
    e amei. Realmente tinhas algumas partes que eram meio enjoativas e exageradas, mas vale a pena ler ^^

    ResponderExcluir
  5. Meg é uma autora best seller, e deve ser uma boa autora.
    Nunca li nada dela, mas traumatizei quando você me contou a história da Mediadora rsrsrs
    se encontrar um dela em promo, compro ><

    ResponderExcluir
  6. Eu imagino como sejá, você começa a ler e é a maior chatisse, depois com o tempo vai ficando legal, e você começa a achar o livro otimo, e ele acaba se tornando um dos seus preferidos.

    ResponderExcluir