Top 10 #7 - Mortes Mais Tristes em Animações

6 de julho de 2019


Quem nunca se emocionou ou chorou litros assistindo um desenho animado? Até eu, que sou uma pedra, já me escangalhei de tanto chorar em algumas cenas carregadas de emoção e tristeza.
Claro que existem animações com situações e cenas que não envolvem mortes mas são tão impactantes quanto, mas essas ficam pra um próximo Top 10. Aqui vou tratar só das mortes que me fizeram ficar com a cara na poeira.

De antemão, e a menos que você seja de outro mundo, já deixo o alerta de spoilers caso alguém não tenha assistido.

Eis aqui a lista das mortes que mais me deixaram "perplecta". E daqui a 100 anos, nesse mesmo horário, continuarei "perplecta".

 10º
Coral - Procurando Nemo
Marlin e Coral, o casal de peixinhos palhaço, estavam bem felizes porque se tornariam pais. Essa ideia de família grande e feliz era linda e super fofa, até uma barracuda selvagem atacar o ninho e devorar a mãe e todas as ovas, com exceção de uma, que mesmo ferida, mais tarde iria eclodir e virar Nemo, único nome escolhido por Coral, por quem Marlin atravessaria todo o oceano.

 9º
Sintka - Irmão Urso
A jornada de Kenai e Koda em Irmão Urso é desencadeada por um enorme mal entendido entre os três irmãos, Sintka, Denahi e Kenai, mas que não deixa de ser terrivelmente trágico. Kenai vai atrás de um urso que roubou alguns peixes da tribo, e seus dois irmãos mais velhos o seguem. Durante a caçada, que termina numa enorme geleira, Kenai tenta salvar Denahi que havia caído numa enorme rachadura, e Sintka, percebendo o perigo, se sacrifica cravando sua lança no chão para partir a geleira e impedir que o urso alcance os irmãos. A cena do gelo se partindo e caindo precipício abaixo com Sintka e o urso é de cortar o coração, mas o urso sobrevive e consegue escapar. A fim de vingar o irmão morto, Kenai vai atrás do urso e consegue matá-lo, mas é magicamente transformado num urso. Quando Denahi consegue chegar ao local, vê o urso mas não encontra o irmão, ele acredita que o urso matou Kenai, e sem saber que o urso é o próprio irmão, parte numa caçada atrás dele para matá-lo. Durante a fuga, Kenai encontra Koda, um filhote de urso bastante animado e falante, e os dois seguem em direção à montanha mágica que poderia transformar Kenai em humano de volta. O que Kenai não imaginava, era que o urso que ele matou era, na verdade, a mãe de Koda. E sem saber de nada, Koda não só ajudou Kenai a chegar onde ele queria, como se apegou ao assassino de sua mãe como um irmão... Como segurar as lágrimas diante dessa lasqueira sem tamanho?

 8º
Papai Henry - O Bom Dinossauro
Papai Henry sempre foi um bom exemplo de pai e não hesitava em ensinar os filhos que é preciso trabalhar duro para se ter recompensas e deixar sua marca no mundo (no caso, no silo da família). Arlo, o filho mais novo, por ser menor e mais fraco que os irmãos, não conseguia superar seus medos, e para encorajá-lo e lhe dar senso de propósito, o pai lhe dá a tarefa de proteger o silo e matar qualquer invasor. Porém, ao capturar um humano selvagem que andava roubando a comida estocada, Arlo não tem coragem de matá-lo e ele acaba fugindo depois de ser libertado. Decepcionado com a incapacidade do filho, Papai Henry segue com Arlo para rastrear o menino e lhe dar mais uma dura lição, mas quando uma repentina inundação os ameaça, ele percebe que sua obsessão foi longe demais, e, prevendo que o pior estava por vir, ele garante a salvação do filho antes de ser levado pela enxurrada. A culpa que Arlo carrega pela morte do pai é dolorosa, e a falta que o patriarca da família faz para todos é inegável.

 7º
Kerchak - Tarzan
Tarzan não poupa os inocentes. Sabor, o leopardo, matou o filho biológico de Kala e isso já deixa qualquer um desgraçado da cabeça porque a pobre gorila fica inconsolável. Como se não bastasse, o implacável predador ainda mata os pais de Tarzan, e o bebê sobrevive por algum milagre. Eis que Kala encontra o pobrezinho, consegue resgatá-lo numa cena emocionante, e resolve adotá-lo para tentar preencher parte do vazio que a perda de seu filho deixou. Porém, Kerchak, o gorilão chefe do bando e companheiro de Kala, não aceita o menino por ele ser de outra espécie, e vive tratando-o com descaso porque ele jamais seria um gorila, e muito menos seu filho. Porém, quando Kerchak é morto por Clayton, o caçador, o gorila, que sempre fora irredutível até então, finalmente admite o valor de Tarzan, e suas palavras finais reconhecendo-o como filho e sucessor, são emocionantes.

 6º
Tadashi - Operação Big Hero
Criados pela tia, Hiro e Tadashi Hamada são dois prodígios do universo da robótica. Porém, um misterioso incêndio no Instituto de Tecnologia de San Fransokyo coloca a vida de várias pessoas em risco e Tadashi, que sempre foi preocupado em ajudar pessoas, tenta resgatar seu professor. Eis que ocorre uma enorme explosão e ele, infelizmente, não consegue escapar. A morte do irmão mais velho deixa Hiro devastado, mas a ideia de que a memória de Tadashi viveria pra sempre através de Baymax, é de deixar os olhos cheios de lágrimas.

 5º
Ellie - Up: Altas Aventuras
O que dizer de uma animação que foi feita só pra mexer com nossos sentidos? Altas Aventuras tem uma carga dramática gigantesca e dá lições na gente do início ao fim. Carl e Ellie formam um casal fofo e feliz. Desde crianças eles são melhores amigos e companheiros um do outro, e sonham em um dia poder viver uma grande aventura. Porém, com o passar do tempo, as obrigações e infortúnios da vida adulta acaba adiado esse sonho por inúmeras vezes, até que Carl, depois de muito tempo, decide presentear Ellie com sua tão sonhada aventura. Mas ela, doente e bastante debilitada, acaba não resistindo, mas não antes de incumbir Carl de viver sua tão sonhada aventura em sua memória.

"- É de coração?
- Do fundo dele."
 4º
Bing Bong - Divertidamente
Ok, aqui o terrítório é um pouco diferente porque se trata de emoções e imaginação, mas é uma perda que não deixa de ser sentida. Presos no abismo do esquecimento, Alegria e Bing Bong, o amigo imaginário, tentam sair de lá antes que seja tarde, mas não conseguem pois o carrinho movido a música está pesado demais para voar alto o bastante. Ao perceber que seu braço começou a sumir, e sabendo que Alegria precisa voltar ao centro de controle para restaurar as emoções de Riley, Bing Bong pula do carrinho para que ele fique mais leve, permitindo que Alegria conseguisse chegar ao topo. Porém, ao ficar pra trás, Bing Bong continua a desvanecer, o que significa que, depois de tantas brincadeiras e boas lembranças, ele estava sendo esquecido pela garota. É impossível não ficar aos prantos com esses sacrifícios.

"Leva ela pra lua por mim."
 3º
Mufasa - O Rei Leão
Mas é claro que essa morte não poderia ficar de fora dessa lista, pelo amor de Deus. Mufasa era o maior exemplo de sabedoria e dignidade que Simba, seu herdeiro, tinha pra seguir, e ele estava ensinando tudo pro filho para que ele aprendesse o necessário para substituí-lo quando chegasse a hora. Mas, como todo clássico precisa ter seu vilão, lá estava Scar, o irmão invejoso de Mufasa que queria o reino para si, e não pensaria duas vezes para dar um fim em quem pudesse atrapalhar seus objetivos. Assim, depois de bolar um plano maligno, ele se livra de Mufasa, e ainda levou o sobrinho a acreditar que a culpa pela morte do pai foi dele da forma mais covarde possível, fazendo o pobre leãozinho se envergonhar, se sentir culpado, e fugir sem rumo sozinho por aí. A situação que envolve a morte é super trágica, e a reação de Simba ao perceber que o pai morreu foi tão triste e intensa, que tenho certeza que fez várias crianças, que talvez pudessem não entender o que estava acontecendo, a compreenderem um pouco sobre perda.

"- Simba, deixe-me contar-lhe uma coisa que meu pai me contou. Olhe as estrelas. Os grandes reis do passado olham pra nós lá das estrelas.
- Verdade?
- É!. E, sempre que se sentir sozinho, procure lembrar que aqueles reis sempre estarão lá para guiá-lo. E eu também estarei."
 2º
Mãe do Bambi - Bambi
Eu confesso que Bambi não é o meu clássico preferido. Antes de fazer esse top 10 eu fiquei na dúvida sobre qual desenho ficaria em 2º e 3º lugar na lista, mas acredito que o laço materno nesse caso é muito maior e mais forte se levarmos em consideração que o pai não participaria do crescimento do filho se a mãe continuasse viva. A ideia de que o pobre Bambi, todo frágil e indefeso, pudesse ficar sozinho e virar almoço do bicho "Homem", já é demais pra mim. Quando sua mãe pressente o perigo e manda o filho correr e se esconder no mato, a fuga desesperada, com aquela trilha sonora enervante junto ao barulho do tiro certeiro, só faz a gente abaixar a cabeça e lamentar profundamente pelo pobre veadinho, que correu desesperadamente em busca de abrigo, e por um breve momento chegou a ficar feliz por acreditar que conseguiram se salvar, até se dar conta de que sua mãe não estava lá. A cena em que ele volta pra procurá-la em meio a nevasca, e seu pai aparece lhe dando a notícia que ela não poderia mais ficar com ele, é de partir o coração. Ele nem chega a encontrá-la, e sequer pôde se despedir.

 1º
Mãe do Littlefoot - Em Busca do Vale Encantado
Não poderia deixar de fora esse clássico da animação dirigido por ninguém menos que Steven Spielberg. Uma terrível seca assola a região, e, para se salvarem, os dinossauros partem rumo ao lendário Vale Encantado. O problema é que dinossauros carnívoros sempre representariam uma ameaça para os demais, e quando a mãe de Littlefoot trava uma batalha com um enorme tiranossauro para proteger seu filhote, ela é atacada e acaba não resistindo aos ferimentos. É aquele tipo de cena que basta o cenário escurecer para que os olhos se encham de lágrimas. Foi a primeira animação cuja morte de um personagem me fez chorar na infância, e até hoje ainda me faz chorar enquanto adulta. É muito emocionante acompanhar Littlefoot nessa jornada junto com seus amigos, e sem jamais esquecer de sua mãe.

"Estarei com você. Mesmo que você não veja."

Essa foi minha listinha com as animações que marcaram, e ainda emocionam pessoas de todas as idades. E me diga, aí: Tem alguma outra morte tão triste que tenha te feito encher um balde e regar plantas com as lágrimas? Depois de assistir, vamos nos hidratar.

1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. A morte do Tadashi é uma das que mais me deixa triste até hoje. Disney não sabe brincar.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir