23 de fevereiro de 2013

Polêmica, eu? #1 - Literatura Nacional e suas Campanhas

Hey, pessoal! Faz tempo que não publico uma postagem com algum tema para debate ou reflexão, e resolvi criar essa coluna nova. Depois de pensar bem e ver algumas coisas pela blogosfera e Facebook afora, resolvi trazer o assunto pra cá para dar minha opinião, que provavelmente não vai agradar a muitos, sobre o que acho da literatura nacional e as campanhas de "apoio e salvação" que criam pra ela.
Há um tempo atrás rolou uma polêmica a respeito de uma editora que deixaria de investir em livros nacionais impressos, o que gerou revolta e rebuliço entre autores e leitores pelo Brasil afora. Acho que muitos já estão saturados desse assunto, mas acho que a editora não está errada em ir atrás do que realmente seja financeiramente viável, afinal, nenhuma editora é uma organização sem fins lucrativos, e acho que não se deve investir no que não dá lucro.
Vejo muita gente reclamando que aqui no Brasil os leitores ignoram livros nacionais, que não tem a devida divulgação que merecem (?) e sempre estão dando preferência pra livros de fora, mas se as editoras compram os direitos autorais para publicar esses livros aqui, é porque já fizeram algum sucesso lá fora primeiro, então, estão investindo em algo que já deu lucro antes. É arriscado investir em algo desconhecido... Pode dar certo, mas pode dar errado...


Vejo por aí muitas campanhas de autores e leitores apoiando e incentivando a literatura nacional, mas eu não acho que isso deva ser incentivado dessa forma. Acho que o que deve ser apoiado, divulgado e indicado são livros bons, independente de serem nacionais ou estrangeiros. Acho simplesmente ridículo eu (ou qualquer pessoa) entrar numa causa para apoiar obras que nem sei do que se tratam direito ou nunca nem ouvi falar só por serem nacionais. Não sou a favor de apoiar livros que nunca li e não sei se são bons só por serem nacionais, principalmente porque hoje em dia qualquer um com uma quantia x no bolso que possa investir, com uma ideia boa ou não, escreve e publica seu livro.
Como o marketing em cima desses livros é praticamente nulo, poucos leitores tomam conhecimento, e claro, vão dar preferência para livros que já ouviram falar. Muitos autores, principalmente os novos, então, recorrem aos blogs literários com as parcerias, a fim de terem ajuda na divulgação que a editora havia prometido, mas não cumpriu. Parceria é assunto pra outro post inclusive... Enfim, os blogueiros vão ler esse livro pra posteriormente fazerem suas resenhas, e até onde entendo, fazem isso para dar sua opinião para que os leitores saibam o que esperar do livro, só que eu me pergunto: até que ponto essas resenhas são confiáveis e sinceras?
As vezes vejo resenhas mega hiper super duper positivas, idolatrando um livro, e quando pego pra ler, não entendo de onde tiraram tantos elogios e por que cargas d'água ninguém apontou as falhas. Não tiveram senso crítico? Não perceberam? Ou foi por outro motivo? Digo isso porque sei de autores que praticamente mandam suas próprias resenhas prontas para o blogueiro postar, ou após lerem as resenhas e não terem gostado, pedem pro blogueiro editá-la de forma que fique ao gosto deles, ou simplesmente não aceitam ter o livro criticado de forma negativa e dão piti, se achando no direito de discutir e brigar (já vi cada caso vergonhoso que poxa vida... dá vontade de enfiar a cabeça num buraco ou pular em alguma vala, pois eu sinto vergonha alheia). E se esses autores agem assim e/ou não aceitam críticas para que entendam que ainda precisam trabalhar em alguns pontos para melhorarem seu trabalho, como esperam fazer sucesso nesse meio, conquistar a simpatia do público e serem respeitados? É uma pena que existam blogueiros que fazem os caprichos desses autores por terem "ganhado" um livro e acham que por isso não podem expor sua opinião sincera a respeito da obra, mesmo que seja pra apontar o que não agradou. Gente, oi? Não entendo isso.
Obviamente existem autores nacionais maravilhosos, tanto por terem escrito histórias ótimas, como na postura que têm ao tratarem os leitores e ao receberem críticas, positivas ou negativas, e são nesses autores e em seus livros que aposto, são esses que apoio, são esses que divulgo e indico pra todo mundo.
Então, meus queridos chocolatinhos com coco, eu acho que apoiar bons livros e bons autores é mais do que válido, sendo nacionais ou não, mas apoiar qualquer coisa, principalmente porcarias, de forma generalizada, única e exclusivamente por ser nacional e nada mais, não faz minha praia e nunca farei isso...
Sei que muitos podem discordar de mim, mas fui sincera em expor minha opinião e abordar esses pontos, e por mais que não agrade, respeitar não dói.
;)

Bjokas

57 comentários

  1. Concordo totalmente com o que você disse Flavia.
    Eu só dou incentivo se realmente eu gostar do livro. Cansei desse drama todo em relação à livros nacionais. A editora tem que ver com o que vai lucrar mais, correto?
    Beijos
    www.souseuastral.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você, tem muito livro nacional que é uma porcaria que dá dor nos olhos só de ler, acho que as pessoas só deveriam indicar os livros nacionais que são realmente bons e, acima de tudo, fazer uma resenha verdadeira, expressando os prós e os contras. Já li muita resenha dizendo "esse livro é perfeito, o melhor do mundo" e o caralho a quatro, mas quando fui ler fiquei pensando "o que diabos a pessoa que resenhou isso tem na cabeça?". Depois disso deixei de confiar nas resenhas das pessoas (com exceção de algumas), por medo de gastar meu suado dinheirinho com uma coisa que não vale a pena. Enfim, só acho que, para ser um blogueiro, é preciso honestidade e acima de tudo, o poder de ignorar o autor que vier fazer escândalo por causa de uma resenha negativa.

    ResponderExcluir
  3. Arrasou e o nome da coluna é engraçada srsrsrs
    Não apoio também a literatura dessa maneira e não sou baba-ovo desses autores nacionais. É bom? Eu leio. É ruim? Eu passo !
    Beeeijokas

    ResponderExcluir
  4. Vc falou tudo Flavia-chan. Concordo que devemos ser sinceros em nossas resenhas, mostrando os lados positivos e negativos, mesmo que ganhemos o livro de graça.
    Pretendo criar parcerias c/ autores, mas vou deixar claro p/ eles que vou fazer minha resenhas mostrando os lados positivos e negativos (se existir).
    Gostei de saber a sua opinião Flavia-chan pq vc demostra a sua verdadeiro opinião sem esconder nada c/ medo q seus leitores não gostem. Bjs *-*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Fla, estais totalmente certa. Eu já ouvi esses tipos de casos também, que autores reclamaram da resenha porque ganharam tres estrelinhas, receberam criticas e tal. Achei um absurdo, porque se querem crescer e ganhar espaço no mundo literário, as críticas e opiniões são fundamentais para que isso aconteça. Já li livros nacionais maravilhosos que na minha resenha eu digo sim que vale a pena ser lido, até agora não li um ruim, até porque meus saldo de livros brasileiros foram poucos, mas acredito assim como você que temos que valorizar aquele que merece. Indicar aqueles que valem a pena ser lidos, independente de quem sejam!
    Adorei seu post, e tem meu total apoio! haha
    Beijos flor
    Bianca
    http://naestantedabia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu não sei, já me disseram tantas coisas, sobre as minhas resenhas. E olha eu me habito com livros de qualquer gênero. Me acostumo com a narrativa e tudo mais. Mas é ai que vem, se eu fala-se bom de livros estrangeiros todo mundo acharia normal, mas quando falo de livros nacionais já pesa. Um ponto é, só porque gostei do livro fará assim outra pessoa gostar. E só porque eu não gostei que outros não vão gostar. Acho que é pessoal, sei lá. Quando eu gosto de um livro eu gosto, seja de parceiro ou não. Não é preciso um livro ter boas críticas para ser um livro famoso, e é como vemos muito por aí. Igual Tons de Cinza, muitos odeiam e muitos gostam, então esse tema é meio difícil de discutir :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que resenhar livro nacional se tornou mecânico, em sua maioria. Vem um blogueiro, fala um pouquinho de nada e no final diz que o livro é ótimo. Vamos ter senso né? Eu já li nacionais e considero até hoje apenas um bom !

      Excluir
    2. Ah, esqueci que você só lê nacional porque é de parceria, uuuuuh !
      Por isso não confio nas resenhas, assim como diz o post, dear !

      Excluir
  7. Oie :)

    Nossa concordo com tudo o que você disse, diariamente vejo autores brasileiros se matando para divulgarem sua obra sabendo que isso infelizmente não vai adiantar em nada :( esse é o Brasil um país onde seu povo não tem vez !!

    euvivolendo.blogspot.com ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  8. Eu concordo com o que você disse. Se é para apoiar, que se apoie a boa literatura, isso em geral.
    Mas fiquei bastante chateada com a historia da editora não publicar mais livros brasileiros. Entendo que não dão o mesmo lucro, mas acho que não dá pra deixar para lá que a literatura daqui exista. Já pensou se toda editora pensar assim? O que será da literatura brasileira?
    Acho que deve haver mais um cuidado na escolha dos títulos publicados, mas extingui-los por falta de lucros, é horrível.

    Adorei a coluna!
    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu vou resumir tudo isso em uma única pergunta:
    Importa mesmo a nacionalidade do livro?
    Isto é apenas um detalhe geográfico! Pode ser nacional ou não, não importa. É um livro do mesmo jeito! Que importa se saiu aqui no Brasil ou na Antártida? o.O
    Não sei o que esse povo tem na cabeça, sinceramente! Falam tanto de segregação contra livros nacionais, e acabam fazendo isso eles mesmos ao colocaram os autores em pedestais de vítimas!
    Vou adorar esta nova coluna...
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
  10. Eu concordo. As pessoas não dão valor aos livros nacionais, e quando uma editora para de lançar acham ruim? Que bipolaridade é essa?
    http://the-paradiise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Concordo com você, se for para pegar um livro e fazer resenha, que ela seja verdadeira
    Faz muito tempo que não faço parceria com autores nacionais
    Fazia mais no começo do blog, quando não tinha uma boa editora para me apoiar...
    Mas eu sinto muito mais liberdade na resenha de um livro de editora e realmente prefiro confiar em um livro já conhecido
    Claro que tem autores muito bons, como o Mauricio G, que não sei porque nenhuma editora ainda foi atras dele
    Mas os livros do MG eu pego para ler sem medo nenhum

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Pois é EXATAMENTE ISSO que tbm acho. Gente, como assim os autores não aceitam o fato de receberem resenhas negativas? Em que mundo eles vivem? De verdade, eu me pergunto isso! Pq se nem os maiores autores do mundo literário agradam todo mundo, pq raios eles acham que todos devem gostar dos livros deles? Pq são brasileiros? Já até excluí determinada autora do meu facebook por ficar sabendo de um escândalo que ela deu com uma blogueira pelo fato da menina ter apontado alguns pontos negativos. E olha que ela nem falou mal do livro, mas destacou pontos bons e ruins. Vc como sempre, falou tudo! Por isso sou sua fã! <3

    Bjus

    Perdidas na Biblioteca

    ResponderExcluir
  13. Concordo com voce nisso de que tmos de apoiar liuvros bons, independente de sua nacionalidade. Mas eu vejo sim um preconceito contra livros nacionais pelo simples fato d ahistória de passar no Rio ao invź de Nova York, o que é uma bobagem. Como futura autora ( um sonho que to achando beeem difícil acontecer) eu andie reparando no que os brasileiros pensando sobre livros, e a verdade é que mais da maioria não está nem ai pra livro nenhum, tem gente que nãoa deve nem sabe ro que é um livro. Acho que o problema aqui é mais generalizado nesse sentidod e que o brasileiro simplesmenet não gosta de ler.
    Muito bom o post
    AAh, o blog naquelemomentoeujuro mudou de nome viu ? é desligaomute.blogspot.com agora.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Flávia, ri tanto com o nome da postagem! haha, adorei!

    Falasse tudo! Não vou falar bem de um livro que não gostei só porque o autor é nacional!
    O que as pessoas precisam entender é que a crítica é em relação ao conteúdo, claro que de certa forma isso acaba atingindo o autor, mas não importa se ele é nacional ou de fora!
    A opinião deve estar indiferente ao ponto geográfico em que foi escrito.
    Existem autores nacionais bons e ruins, assim como estrangeiros.
    Nossa opinião deve expressar a realidade do que achamos do livro ;)

    Beijos!
    Pri
    http://obaudehistorias-p.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Ótima postagem. E realmente você trouxe algo para pensarmos, creio que realmente apoiar o que é bom com certeza é mais interessante. Na verdade não sei exatamente o que pensar, só que gostei de sua opinião e respeito muito, com certeza me fez refletir. Quanto as resenhas, realmente acho aqueles que escolheram a fazer, devem escrever colocando sua opinião sincera, seja para uma critica negativa ou não.

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  16. Oii, Flavia. Tudo bem? Voltei depois de um tempinho sumida. :)

    Incentivar a literatura nacional é super válido, mas fazer propaganda do que é ruim só por ser nacional não é legal! Ótimo post.

    Beijos.
    http://navirj.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Esse post me lembrou de um trecho do filme Palavra En(cantada) em que a poeta Hilda Hilst é entrevistada. Na ocasião ela faz uma parceria com o Zeca Baleiro para que ele musicalize as poesias dela, pois só a literatura não tá gerando muito dinheiro. O fato é que ela diz algo que eu achei relevante: "as pessoas não dão uma merda para a literatura, a não ser que você tenha ganhado o nobel, daí sim". Claro, ela exagerou, mas propaganda é basicamente o que move a literatura de hoje e, bom ou ruim, não vejo editoras nacionais investindo em propagando de livros nacionais.

    MAAAS, literatura nacional é ótima, tem livros ótimos (de gente viva!). Uma editora que sempre lança ótimos livros nacionais é a Alfaguara, minha estante é cheia de livros da Alfaguara e é incrível, eles sempre lançam ótimos livros nacionais.

    No mais, acho que literatura de um modo geral deve ser incentivada (tanto nacional ou estrangeira).

    Elder Ferreira, http://oepitafio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Não vejo porque tanto mimimi quanto o livro ser internacional ou nacional, eu não procuro um livro pela sua origem, e sim pela sua qualidade, só acho que independente de onde o livro vem, se ele for bom, vai conseguir ganhar o mesmo destaque do que qualquer outro do mesmo nível!

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  19. eu queria ler a linhagem vi a sinopse dele e me apaixonei

    visita?
    http://www.katiebittencourt.com

    ResponderExcluir
  20. Sabe o que me deixa fula da vida? Compartilhei ontem o post no meu facebook e já veio um monte de autor nacional com mimimimimi sobre o assunto.
    Na boa, a gente sabe que falta sim publicidade para livros nacionais, mas cá entre nós, editoras tem tato para o que é bom e ruim, não adianta investir em algo que não será lucrativo a eles!
    Livro tem que ser bom, começa por aí, seja nacional, japonês, alemão, enfim, não importa, tem que agradar o leitor antes de qualquer coisa.

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
  21. TEM SORTEIO LÁ NO BLOG.PARTICIPA?
    http://vcmaisfashion.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Não só em relação aos livros nacionais, mas em relação à qualquer tipo de livro, muitos blogueiros atuais estão resenhando sem ao menos terem lido os volumes com atenção e dizendo que são ótimos. Sinceramente, eu sei como é tentador ter parcerias e muitos pensam que "quanto mais, melhor", o problema é que a qualidade das suas resenhas vai cair se você pensar que precisa dizer que todo livro é bom só porque o ganhou, não é mesmo? Eu já deixo bem claro para os meus parceiros que sou totalmente sincera em minhas resenhas, eu gosto de praticamente todos os gêneros literários, mas se eu não gostar do livro, não vou mentir, só vou falar isso com um pouco de classe, porque autor nenhum também merece alguém sair esculachando o seu livro com falta de respeito né?
    Bem, gostei de ver sua opinião sobre o assunto. Eu penso parecido com você, porém ainda acho que a literatura nacional precisa de uma ajudinha, principalmente porque muitas editoras possuem preconceito com os autores nacionais. É, isso mesmo. Ontem eu li uma reportagem sobre uma moça que recebeu vários "não" na porta das editoras e precisou publicar o seu livro lá no exterior para depois ele ser publicado por aqui. É tenso, hein!
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi Flavia. Concordo com tudo o que foi dito. Tem livros ótimos nacionais sim, assim como tem livros que não são bons. As campanhas tem que ser feitas pela literatura em geral, sem rótulos. E outro ponto a ser abordado é a receptividade dos autores nacionais quanto a resenhas negativas. Nos últimos dias, passei por isso com uma autora que ficou indignada por eu não ter gostado da sua protagonista, e deixou um comentário bem grosseiro na resenha. Enfim, já estou acostumada com esse tipo de comportamento, infelizmente. Tem autor que defende até mesmo plagiando visando o sucesso e retorno da obra, não é mesmo? Bom, não vou me prolongar mais, afinal, você já disse tudo. Beijo!

    ResponderExcluir
  24. Olá Tudo bem. Sou Zé Barto e vim apresentar o livro do meu amigo escritor Ulisses Sebrian. O livro é um suspense policial emocionante. Chame-se o Que rezes a vida. Basta dar um click no link para ler.. https://www.clubedeautores.com.br/book/140578--Que_reze_a_vida. Ou entre no blog do Ulisses Sebrian http://truquedevida.blogspot.com.br/ e na a barra lateral tem a capa do livro só dar um click. Abraços.

    ResponderExcluir
  25. Concordo plenamente com você. O fato de serem ou não livros nacionais, não pode influenciar na resenha de um livro, isso porque muitos de nós, leitores, buscamos nas resenhas, propostas de livros bons e que também possam nos agradar, se as falhas daquele livro forem expostas, não significa que vamos deixá-lo de lado, por um erro ou outro. Eu mesmo, procuraria lê-lo, para encontrar tais erros, e formar minha própria opinião da obra. Para resumir, acho que os autores nacionais precisam parar de se preocupar com as vendas e com as resenhas positivas ou negativas, e se focar profundamente em seu trabalho, para melhorá-lo a cada nova obra.

    ResponderExcluir
  26. Olá Flávia!
    Concordo com você, ultimamente ando vendo vários incentivos a leitura brasileira, tem pessoas que apoiam por apoiarem ou porque blog tal está apoiando então vou apoiar também!
    Independente do livro ser brasileiro ou não, temos que procurar saber mais dele, e onde procuramos isso? Nas resenhas é claro! Já vi uns casos, de autores nacionais buscarem parcerias com blogueiros, e depois que vê seu livro resenhado e com uma opinião não muito agradável, acaba atacando o blogueiro. Nós que temos blogs e resenhamos livros, temos de ser sinceros em relação a narrativa, ao enredo e outras coisas, falara só para agradar o escritor é furada, totalmente!! Eu concordo plenamente com você! Temos de ser sinceros!
    Adorei seu texto, deixou muito claro seu ponto de vista!!

    Beijão
    Lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Também não acho certo apoiar algo que eu não conheço! E realmente esse lance de parceria com autores é algo bem polemico que exige um outro post nessa sua coluna Fla - eu adoro esses seus post polêmicos. Eu acho que os nacionais não são muitos investidos por algumas editoras, mas isso deve ter sua razão, da qual as próprias editoras é quem sabem. Também não concordo muito com esse serviço porco de simplesmente pagar para ter seu livro publicado e a editora male mal fazer uma revisão decente na ortografia. Sei que o autor deve fazer uma revisão tbm, mas sou daquelas que se estou pagando quero qualidade, e muitos autores acabam sendo prejudicados com isso.
    Já aconteceu comigo esse lance de aceitar um livro e por eu ter dado uma nota x o autor veio dar piti e mandar e-mail dizendo que eu não entendi a história. Para mim, opinião é uma coisa muito singular. Cada um tem a sua, e elas devem ser respeitadas. Não é pq eu amei um nacional que todo mundo vai amar. Então eu concordo em apoiar causas da qual eu realmente sou a favor e realmente conheço. A forma como vc expressou sua opinião no post é totalmente certa! As pessoas só precisam deixar esse pré-conceito de lado quanto a livros nacionais, mas realmente ler o que gostam e apoiar o que conhecem e aquilo que realmente for bom!!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Eu também concordo, essa coisa de falar muito bem de um livro só porque é nacional ou porque recebeu é um absurdo. Vou dar um exemplo bem claro: blogueiros com medo de perderem parceria. A verdade é que são poucas as pessoas que eu vejo a opinião e considero verdadeiras. EU compro um livro pela sinopse porque hoje em dia a coisa chegou ao extremo de não se poder mais confiar em uma opinião.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Olá
    Achei seu texto ótimo. Concordo com tudo o que você disse.
    Tem livros ótimos nacionais sim, assim como tem livros que não são bons. Não acho que devemos analisar e apoiar um livro por ele ser estrangeiro ou não.
    Acho ridículo que um autor parceiro venha reclamar da resenha que foi feita. Cada um tem sua opinião e o outro deve respeitar.
    Beijos

    cocacolaecupcake.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  30. Oi Flá... muito bem falado... se um autor manda um livro para a análise do blogueiro, é a análise do blogueiro que deve ser divulgada. Nada de paparicar histórias mal escritas apenas porque o livro foi ganhado.

    bjinhos
    Delírios Lúcidos

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Eu concordo, que a literatura deve ser apoiada em geral, sendo nacional ou entrangeira.
    E quanto a autores que não aceitam opiniões negativas do seu trabalho... gente ja tive uma péssima experiencia com isso. Eles simplesmente se acham reis da cocada preta. Como pode?
    Pois como você disse hoje em dia qualquer um com uma certa quantia em dinheiro pode publicar livros, o que não significa que será um bom livro. Sinceramente... tem alguns autores que são demais. Decepcionante!
    Muito bom seu post, Flavinha.

    Beijokas

    Jaque - Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
  33. Oi Flavinha linda!

    Disse tudo! Acho q a literatura no Brasil (e lá fora tbm) deve ser apoiada e incentivada sim, mas não só pq fulano ou cicrano investiram na ideia, e sim pq isso é uma questão de cultura e aprendizado...afinal, o conhecimento ainda é a única coisa q não podem nos tirar, né?

    Belo post, amei!

    Bjão!

    Paulinha.
    http://www.tematoa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Oi Flávia!
    Acho que esse é um assunto meio complicado. Eu acho essas campanhas muito legais, até porque ajuda a dar uma visualização maior dos livros nacionais. Por exemplo: normalmente quem apoia essa campanha são os blogueiros ou aqueles que vivem nesse mundo. Se todo mundo compartilhar essas campanhas que mostrem as capas, aquilo vai ficar rodando e todo mundo vai ver, e depois, quando chegar em uma livraria, vai lembrar que viu aquela capa em algum lugar e vai acabar se interessando, pelo menos pra saber o que é.
    É claro que as editoras também são empresas, que tem que investir em algo que deu lucro. Mas o que mais vejo por aí são editoras totalmente fechada para originais, o que eu acho muito ruim. Eles tem uma margem de lucro enorme com livros que fazem um grande sucesso, acho que não custa tanto arriscar e tentar fazer uma tiragem menor de um autor iniciante, sabe? É como se fosse um objetivo a longo prazo: eles incentivam a literatura nacional e no futuro, essa será valorizada e isso também dará lucro para eles. É assim que eu penso pelo menos.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  35. eu geralmente me pergunto também de onde tiram tantos elogios
    eu apenas só elogio o que eu gosto, agora quando eu nao gosto de algo eu falo mesmo, pq caramba nao vamos iludir os leitores do blog dizendo que gostamos, pq isso é uma tremenda sacanagem
    conheço uma menina que ela nao odeia e nem ve defeito nenhum em nenhum livro de uma das editoras parceiras dela.
    até parei de seguir o blog dela.
    e cara ninguem (editora) deve apoiar algo que nao vai dar lucro, ou algo que eles achem ruim isso seja brasileiro ou nao
    ta certo que tem mt escritor bom ..bom mesmo que merece apoio, mas tem outros que fazem aue por nada.

    ResponderExcluir
  36. Gostei muito do seu post e concordo com o que vc falou mas também concordo com Alana e Luara.
    Então vamos incentivar a literatura nacional mas de forma consciente, ou seja sendo sinceras nas nossas resenhas mas sem diminuir o trabalho de ninguém.

    ResponderExcluir
  37. Minha cara Flávia concordo plenamente.A questão não é se o livro é nacional ou não,mas sim se é bom,envolvente...Tenho alguns parceiros nacionais,os quais escolhi com muito cuidado e adiantei que a resenha seria sincera,que ficaria por conta e risco de cada um.
    Tb tenho o problema de sentir a vergonha alheia e realmente senti vontade de me esconder devido a algumas coisas que vi na blogosfera literária,tanto com blogueiros dando um falso parecer do livro,quanto de autores que não aceitaram a crítica de forma honrada.
    Apoio a boa literatura independente de sua nacionalidade.

    Bjos

    www.roubandolivros.com

    ResponderExcluir
  38. Heeey Flá !! Eu já disse que amo a sua sinceridade, né?!
    Concordo plenamente no que você diz.
    Existem muitos nacionais maravilhosos por ai, mas existem alguns que... realmente não requerem comentários.
    O engraçado é que são esses livros péssimos que são os mais falados e comentados na blogosfera, os que mais recebem elogios e recomendações... Ai eu me pergunto, o que uma pessoa tem na cabeça para recomendar uma coisa dessas? Mas enfim... Fora o fato de que tem muitos livros iguais por ai... Enfim, é um assunto que deve ser discutido e re-discutido !!

    Adorei o post.
    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
  39. Oie!!
    Não faço parcerias com Autores. Já recebi e-mails pedindo para ler e resenhar livros e sempre deixo isso bem claro. Alguns aceitam outros não e não me importo. Costumo sempre dizer: tenho compromisso com a arte que amo e não com os autores dela.
    Já fiz até post falando sobre isso, claro que para fazer uma resenha negativa você precisa de tato, porque é alguém começando, trilhando seu caminho, então procuro colocar o bom e o ruim, afinal tudo é muito relativo o que é bom pra mim pode ser ruim pra vc.
    O que mais me irrita são aqueles autores que se acham acima das criticas, pq recebeu trilhões de resenhas positivas e acha que é o máximo, mas não sabe distinguir "blog das tias" (aquele que quer agradar todo mundo) de um blog bom e responsável, que está, além de assinando o nome no final do post, assumindo publicamente que é um ser pensante e formador de opinião, ou não neh. Ultimamente tenho achado a blogosfera formadora de bitolação.... São raros os blogs que vc pode confiar e por isso tenho meu clubinho, blogueiros que entro para ler resenha mesmo, quero saber de um livro vou nestes blogs que confio. Porque ta complicado...
    Bjos e bom post como sempre

    ResponderExcluir
  40. Flah, te indiquei uma tag, dá uma olhada depois

    http://thetheatredesvampires.blogspot.com.br/2013/02/tag-11-perguntinhas-pessoais.html

    Beijos!

    ResponderExcluir
  41. Oi Flavia,

    Concordo com você. Não adianta ficar só defendendo a literatura nacional sem qualquer critério, porque como vc mesma colocou, qualquer pessoa com dinheiro suficiente para investir pode publicar um livro.
    Já li muitos autores brasileiros que escrevem muito bem e sempre os recomendo lá no meu blog, mas não deixo de comentar o que não gostei numa obra, independente da nacionalidade do autor. Também sempre fico atenta às resenhas de blogueiros sinceros que indicam bons livros nacionais.
    É claro que pra quem está começando é sempre muito difícil conseguir contrato com uma editora, mas acho que se o(a) autor (a) é bom no que faz, procurar sempre melhorar sua escrita e for persistente, vai conseguir alcançar o que deseja.
    Adorei o seu post!

    Beijo.
    ^-^
    http://vagandoentreestantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Olá Flávia! Realmente a notícia que editoras não estariam mais investindo em livros nacionais causou comichão em muita gente. Eu sinceramente não falei nada...as Editoras tem o direito de escolher se querem publicar ou não...até porque elas querem lucro. Eu incentivo e apoio o trabalho dos autores nacionais e pretendo futuramente fazer parte desse grupo. O ruim é que realmente tem muita gente escrevendo super mal e blog falando bem porque ganhou o livro. Eu procuro ser sincera em minhas resenhas porque assim a pessoa pode até melhorar...só que tem autor que não gosta e até fica questionando a resenha(Infelizmente aconteceu comigo). Acredito que alguns devem ser humildes e pegar os pontos negativos e transformá-los em positivos em futuros trabalhos.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  43. Concordo com sua matéria, Flávia. Eu mesma já falei sobre isso em meu blog, intitulei tal ato de resenhar com prestígio desmedido e desnecessário de "prostituição literária", elogios em troca de livros... deprimente...
    Parabéns ao blog, sempre bem informado e sincero.

    ResponderExcluir
  44. Oi Flávia, tudo bem?
    Esse tema é delicado e lembro bem da confusão. Mas em partes entendo quem gosta de divulgar, mas como você disse, o ideal é que divulguem aquilo que se conhece, afinal não faz sentido divulgar aquilo que não se faz ideia. Achei interessante você levantar esse assunto por que faz com que os blogueiros reflitam.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  45. Flaaaaaaaaaaaaaviiiiiii olha eu aquuuuuuui \o/ Não perderia por nada este post.
    É certo a editora publicar o que mais convém ao seu estilo, seja nacional ou até mesmo de fora. Mas, o que custa investir em mais nacionais?? O que custa se inspirar na Novo Século e criar um Selo Nacional?? Nacionais ultimamente são tão bons quanto os estrangeiros, e se não for melhor ainda.
    Sobre blogueiros com críticas - críticas?? - que só sabem bajular, um dia quebrarão a cara. Mesmo que o livro seja D.I.V.O, algo de errado tem, nem tudo é perfeito e por mais que tentamos encontrar sinceridade nas palavras escritas pelo leitor/blogueiro, não conseguimos.
    Adorei o que você escreveu querida. ;D Bijo.

    ResponderExcluir
  46. Oi Flávia, concordo com você, acho essas campanhas algo bem sem sentido, mas percebo que isso também é um grupinho de autores, porque eu vejo autores, e geralmente os melhores, que em vez de criarem campanhas vão atras do que é seu, e se divulgam, e são esses que merecem o meu respeito.
    E é claro que é bom sempre apoiar o que é bom, não a sua nacionalidade

    beijos, Lu
    Lendo ao Luar

    ResponderExcluir
  47. Ei Fla!
    Desculpa invadir seu post de novo, mas vim avisar que tem uma promoção rolando em meu blog, valendo o livro Templária, novo da Novo Século! Corre lá participar! ^^
    Beijos,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
  48. Oi Flavia!!

    Voce ta super certa! Ja vi muita gente dizer que temos ate que parar de ler livros internacionais, gente, perai! eh tudo livro!!
    Eu acho que ainda tem muito preconceito quanto a livros nacionais, as pessoas simplesmente olham e pensam "ah eh nacional, entao nao vou ler", acho que isso sim tem que acabar.
    Algumas campanhas ate são legais, de incentivar a leitura e talz, mas tudo depende ne, vc ir la e apoiar um livro que vc nem leu, nao faz o menor sentido.

    Enfim, esse eh um assunto polemico, nao devia existir essa distincao, mas ja que existe, tudo que podemos fazer eh tentar acabar com o preconceito das pessoas, indicando livros que gostamos.

    Bjoo

    ResponderExcluir
  49. Oii, te indiquei para um selinho pega la: http://mmanythings.blogspot.com.br/2013/02/selo-premio-dardos.html

    ResponderExcluir
  50. Oi Oi Flávia!
    Eu concordo com a tua opinião.
    Apoiar a literatura nacional é algo que deve ser feito com autores e livros que realmente merecem, porque vamos ser sinceros, fica feio pro blogueiro que resenha positivamente um livro que na verdade é ruim, certo que opiniões mudam, mas sinceridade pra quem resenha livros é algo necessário.
    Li três nacionais ao todo desde que sai da escola, e sinceramente o primeiro que li era uma porcaria e fui sincera quando resenhei no blog, em compesasão gostei bastante dos outros dois.
    Adorei a coluna e opinião por mais polêmica que seja, tem sim que ser respeitada.

    Beijos da LUa =*
    www.tyciahadiresenhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  51. Eu também não entendo certas campanhas, Flávia.... e concordo com o que você disse a respeito de apoiar um livro por ser bom, e não por ser brasileiro. Porém, acho que as editoras estão pegando muita porcaria gringa também. Dá retorno? Dá. Vide "50 tons de cinza", que não sai da lista de mais vendidos da Saraiva. O problema não é esse. O livro é ruim, cara. É mal escrito, dá vergonha de ler. Eu quis revisar aquele texto sofrível com uma caneta vermelha. Eu acho que o marketing jogado em cima dessas porcarias poderia ser utilizado também a favor de um brazuca. Explico: uma Intrínseca pode fazer a carreira de um autor nacional decolar se quiser. O empenho deles diante de um lançamento é tão bom, e tão produtivo que gera uma receita admirável e põe o livro direto na lista de mais vendidos. Se uma editora como essa investisse pesado num (bom) autor nacional (acho que até agora so lançaram uma blogueira brasileira), era muito provável que obtivesse lucro SIM. Eles conseguem vender qualquer coisa se quiserem. O problema é que há um desinteresse geral por parte das editoras e por parte dos brasileiros. Brasileiro "não gosta" de brasileiro. Ele tem a mentalidade provinciana de idolatrar o que vem de fora e é muito provável que essa herança podre que recebemos não mude nunca. Repare como os brasileiros endeusam os jogadores de futebol de outros países, mas menosprezam Neymar, torcem contra ele, vibram quando ele perde um prêmio para um gringo. Repare como Romero Britto é escrachado o tempo inteiro pelos que "entendem de arte", como se o que ele fizesse não fosse nem digno de atenção. 9 entre 10 músicas no celular de um adolescente são cantadas em inglês. Celbridades estrangeiras tem verdadeira admiração por Paulo Coelho. Brasileiro faz questão de dizer que o cara escreve mal. Como se Dan Brown escrevesse muuuuito melhor. E por aí vai...

    As editoras não querem colocar o nome do Fulano da Silva na capa do livro. Vai soar muito mais chique se ele for um Fulano Meyer, Walls, Sparks, Brooks. Eu acredito que campanhas devem ser feitas para incentivar a leitura como um todo. Tenho pena das meninas que só leram Crepúsculo e os 50 tons mal escritos. Acho que leitores conscientes compram mais, exigem mais, buscam mais. E quando há público, há oferta. Se mais gente consome, mais gente precisará produzir. E se fôssemos mais atentos com a riqueza do nosso país, até na literatura teríamos um reflexo disso. Acho que tem muita coisa errada ainda. E tudo começou lá longe, no país que não investiu nunca na educação de seus "filhos" e também ensinou-os a desamar sua pátria em todos os âmbitos possíveis.

    ResponderExcluir
  52. Amei seu blog... *-*
    Já to seguindo..

    Se puder faça um visitinha lá no meu
    http://cinturabaixaa.blogspot.com.br/

    Bjinhos..

    ResponderExcluir
  53. Concordo com você: as editoras devem investir nos melhores trabalhos (obviamente que tentando atender a todos os gostos), independentemente de estes serem nacionais ou internacionais. Afinal, não é só no Brasil que existem livros ruins; no exterior eles também existem, apenas não são traduzidos para o nosso idioma.

    Além disso, aceitar críticas negativas (desde que construtivas) é importante, pois isto o ajudará a melhorar seu trabalho. Claro que também é importante ressaltar, nas resenhas, os pontos positivos, a fim de que sejam mantidos e aperfeiçoados.

    E quanto à campanha de incentivo aos livros nacionais, creio que deveria se dirigir àqueles que têm preconceito com a literatura nacional, por pensarem que só porque é nacional, é ruim. O que, é claro, não é verdade: no Brasil, como em todos os lugares do mundo, há tanto livros bons quanto ruins.

    ResponderExcluir
  54. Não existe livro ruim ou livro bom! Existe a opinião do leitor!
    Beijinhos

    ResponderExcluir