24 de abril de 2012

As Irmãs Sloane - Anna Carey

Lido em: Abril de 2012
Título: As Irmãs Sloane
Autor: Anna carey
Editora: Galera Record
Gênero: Infanto Juvenil
Ano: 2011
Páginas: 224
Nota:
Sinopse: Quando o pai americano de Cate e Andie e a mãe inglesa de Stella e Lola se conhecem, e se apaixonam, as quatro adolescentes precisam se acostumar à ideia de viverem felizes para sempre. Afinal, agora elas são irmãs e vivem no mais glamouroso bairro de Nova York. Essa história teria tudo para ser um conto de fadas, mas... as quatro não se suportam. As meninas terão de aprender a dividir – desde os pais e casa, até as amigas, os grupinhos e os garotos. Anna Carey é também autora da trilogia Eve.

Resenha: Stella e Lola são filhas da modelo Emma Childs e moram na Inglaterra; Cate e Andie, filhas de Winston que moram nos EUA.
Emma e Winston decidem se casar e em consequência disso, Emma leva as filhas para morar na casa do noivo, onde as 4 meninas adolescentes vão precisar conviver juntas, como irmãs.
Quando as meninas se vêem juntas, a principio parece que tudo vai ser mil e uma maravilhas, mas nada é o que parece...
Enfim, não tenho muito o que falar a respeito do enredo, pois a sinopse já fala bem, mas minha opinião a respeito da história em si não é lá muito favorável rsrsrs.

Acho que histórias que envolvem o mundo da moda (estilo o livro Linhas de Sophia Bennett), onde sempre existe alguma referência à marcas chiques e grifes, estilistas famosos e afins, não me atrai.
A forma como a autora contou a história também não me prendeu e me deixou morrendo de preguiça de ler o livro até o final. Acho que são personagens demais, com nomes frescos demais (Sophie, Blythe e Priya, nomes que não sei por qual motivo me deixaram morrendo de antipatia, são as amigas de Cate), e explicações sobre essas personagens de menos. Muitas vezes me perdi pois não sabia quem era quem alí e de onde surgiu a criatura. Pra mim, foi questão de adolescentes aborrecentes com interesses fúteis próprios e com intenções que não iam levar ninguém a lugar nenhum.

Enfim, talvez por ser sobre um assunto que não me desperta interesse nenhum, não tenha achado graça nem me prendido (ou talvez nem tenha ficado atenta) a mensagem, se é que tem alguma importante, que o livro passa.

Sorry, mas esse vai pra lista dos piores que já li... Quem sabe se no futuro eu me interessar em reler, com um pouco mais de paciência e atenção, meu conceito mude... :/

Observação que posso acrescentar: A capa, apesar de simples, é bem fofa com os sapatos metalizados, e confesso que o que me chamou atenção pra ler o livro foi ela... O que comprova que nunca devemos julgar o livro pela capa, né? rsrsrsrsrs

5 comentários

  1. Ah, que capa mais linda e fofa!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas adorei essa capa!

    Agora vamos à resenha: desanimei :(
    Realmente não devemos julgar um livro pela capa, porque eu até teria comprado. Eu gosto, mais ou menos, sobre esse tema da moda. Nunca li a série Linhas, e sempre tive vontade. Talvez eu me interesse mais pela história, quem sabe?

    ResponderExcluir
  2. Com certeza a capa é muito fofa, mas me
    pareceu que a história é uma bagunça e cheia de futilidade adolescente
    o tema é bem legal, já que mudanças são sempre um problema, mas pela resenha a autora não soube explorar bem essa parte e realmente muitos personagens e com os nomes que tem só dão mais trabalho e torna o livro meio cansativo
    Mas a capa é fofa ^^

    ResponderExcluir
  3. Flavia, acho que sua lista de livros que odeia é um tantinho extensa rsrsrs
    Pelo que vejo é aquele tipo de livro insuportável que se não abandono, demoro séculos pra ler. Não gosto desses temas futeis e que nada acrescentam pra mim :(( A capa é bonitinha, mas tanta capa linda que ja vi e me arrependi amargamente dps de ler ... hahaha

    ResponderExcluir
  4. Eu achei a capa legal, más esse tipo de história não me atrai.
    E depois desta resenha, falando que ficou com preguiça, me deu até sono kk'

    ResponderExcluir
  5. Eu li o livro, eu adorei. Apesar de ficar enjoada só de começar a ler a parte que a Stella e a Cate contavam. Elas são muito fúteis! Me identifiquei com a Lola, eu realmente sou parecida com ela.

    ResponderExcluir