17 de agosto de 2018

A Louca dos Gatos - Sarah Andersen

Título: A Louca dos Gatos
Autora: Sarah Andersen
Editora: Seguinte
Gênero: Juvenil/Tirinhas
Ano: 2018
Páginas: 112
Nota:
Sinopse: A terceira coletânea da cartunista Sarah Andersen traz novas tiras que retratam os desafios de ser um jovem adulto num mundo cada vez mais instável.
Os quadrinhos de Sarah Andersen são para todos que precisam lidar com níveis de ansiedade cada vez mais alarmantes, que sentem que o mundo está à beira do colapso e que se esforçam para sair ao menos um centimetrozinho da zona de conforto. Ou seja, é basicamente um manual de sobrevivência para os dias de hoje.
Além de suas tirinhas sagazes e encantadoras, a autora, que já reuniu mais de 2 milhões de fãs no Facebook, traz também ensaios ilustrados com dicas para os artistas aspirantes aprenderem a lidar com críticas, ignorarem os trolls na internet e não desistirem de mostrar seu trabalho.

Resenha: Mais uma vez Sarah Andersen consegue abordar assuntos atuais e relevantes através de tirinhas cômicas e muito inteligentes. A autora fala, de forma descomplicada e bastante realista, sobre como as pessoas lidam com ansiedade, críticas (muitas vezes destrutivas), fobias sociais, surtos passageiros, feminismo, e outras dificuldades do dia-a-dia, mas tudo isso apresentado num tom satírico, mas bastante leve e divertido. É muito fácil que os leitores se identifiquem com as situações cotidianas e com os pensamentos da personagem.


Mais pro final do livro, as tirinhas dão espaço a textos mais sérios, quase beirando a autoajuda, como se a intenção da autora fosse conversar com o leitor e lhe abrir os olhos sobre ser quase impossível separar a vida real das mídias sociais na internet, sobre bullying virtual, e sobre como o medo de críticas e de rejeição afeta as pessoas que usam a rede para exporem seus trabalhos artísticos. Fica bem evidente que ela faz uma crítica direcionada aqueles que se enchem de coragem pra falar asneiras quando estão na internet, "protegidos" por um monitor, mas na vida real, ao vivo e a cores, são uns babacas e covardes.


A edição em capa dura segue o mesmo padrão dos livros anteriores e é super bonitinha. A diagramação é uma graça e as ilustrações, cujos traços são simples e super cativantes, conseguem transmitir as expressões e todas as emoções da personagem.


Apesar do nome, o livro não é exatamente sobre uma personagem que é louca por gatos. Existem tirinhas voltadas para o amor aos bichos e o espaço que eles tem na vida da personagem, mas o foco mesmo é a forma como as pessoas lidam com ansiedade e as críticas alheias. Pra quem procura por um livro divertido e que brinca com questões da atualidade, é leitura indicada.


1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Eu sou louca pra ler os livros dela. Adoro as tirinhas dela e adoraria ver tudo num compilado.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir